Resenha: No Limite da Loucura

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha da continuação de O Nome da Estrela, que eu postei resenha aqui há exatamente um ano! Quanto tempo, né gente?

OBS: SE VOCÊ NÃO LEU O NOME DA ESTRELA, VOCÊ VAI LEVAR UMA CHUVA DE SPOILERS, ENTÃO NÃO LEIA A RESENHA. Leia a resenha de O Nome da Estrela para saber do que se trata, leia os livros, e volte aqui.

no-limite-da-loucura

Título: No Limite da Loucura

Série:Nas Sombras de Londres #2

Autora:Maureen Johnson

Editora:Rocco

Número de páginas: 304

No início deste volume de Nas Sombras de Londres, Rory está afastada de Wexford, depois de ter sido atacada pelo Estripador.

Ela vive em Bristol com os pais, frequentando uma psicóloga com a qual não pode ser honesta, nem com mais ninguém, além dos seus amigos de Londres, que não entraram em contato durante o tempo em que esteve longe.

“E vai ser pior ainda se você explicar à psicóloga que tem amigos na polícia secreta de Londres e que não pode comentar o assunto porque um agente do governo fez você assinar um documento do Ato de Sigilo Oficial e prometer que jamais falaria sobre esses amigos da polícia. (…) A psicóloga vai acrescentar “delírios paranóicos de agências governamentais secretas” a sua lista já longa de problemas, e ai vai ser fim do jogo pra você, srta. Doida.”

Depois perceber que desenvolveu uma nova habilidade depois do ataque, ela decide que está na hora de voltar à sua escola e tentar reencontrar seus amigos. Ao mesmo tempo, uma nova onda de crimes começa em Londres, levando a uma nova investigação de Rory, Bu, Stephen (<3) e Callum.

“Os dois se olham com expectativa. Stephen pigarreou de leve.
– Ela … é um terminal.
Não posso culpar os dois por não saberem o que dizer.
– Você está de brincadeira – disse Callum após alguns instantes.
– É sério – respondeu Stephen. (…)”

Com certeza, o segundo livro rende muito mais do que o primeiro. Rory já sabe sobre o mundo das sombras e todos os seu segredos, então uma grande parte já é adiantada. A história tem um toque um pouco menos misterioso do que no livro anterior, mas com tanta qualidade quanto o outro.

“(…) Mas aquele maldito ditado se repetia na minha cabeça: “Piso rachado, pescoço quebrado.” ( Quem é que inventou isso, aliás? Não seria uma consequência meio exagerada para um simples piso rachado?)
Mas havia uma rachadura na calçada, e havia uma rachadura no piso do banheiro.”

Como sou uma grande fã de romances (tão fã que fico achando romance onde não tem romance) só posso dizer que Jerome nadinha, Stephen rainha.

Com certeza, se eu chorasse com livros, filmes, etc, eu teria chorado com No Limite da Loucura, especialmente no finalzinho, que é destruidor de lares.

Estrelinhas: 4 e mais um bocadinho

Links para aquisição:

Submarino

Saraiva

Americanas

Amazon

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

 

Blue Neighbourhood Book Tag

Sem título.png

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje vim trazer a Blue Neighbourhood Book Tag, feita com base no novo EP de Troye (maravilhoso) Sivan!

P.s.:Eu mesma estou traduzindo a tag, porque não achei ninguém que fez em português, então desconsiderem algumas traduções bem bizarras de vez em quando <3.

P.s.2: Achei a tag num canal desconhecido lá da gringa.

1- Wild: Qual seu livro favorito com amor jovem?

download (8).jpg

Tenho vários outros livros de amor jovem, mas esse provavelmente é meu favorito, porque os personagens tinham a minha idade na época que eu li, então eu me identifiquei muito com o que a personagem estava passando. Sem falar que, diferente dos outros, eu amo o Marcelo, irmão do Rodrigo hahahahaha.

2- Bite: Qual seu novo gênero favorito?

download (9).jpg

Depois de ter lido Depois dos Quinze, da Bruna Vieira, eu me abri totalmente para o gênero crônica, e acabei deixando de ter preconceito. Sem falar que a escrita da Bruna é um amorzinho <3.

3- Fools: Um livro que você se arrependeu de ter lido.

A_MORTE_DE_SARAI_1417202725424149SK1417202725B

Eu não me arrependi completamente de ter lido esse livro, só li na hora errada, o que acabou estragando a minha leitura, e todas as outras vezes que li. Gosto muito dos personagens e prefiro o segundo livro, O Retorno de Izabel (provavelmente por causa do Frederik hahaha).

4- The Quiet: Um livro que todo mundo está falando e que você nunca mais quer ouvir falar sobre ele.

images (6)

O último livro da série saiu há pouco tempo, então o mundo está falando sobre essa série. Só que como eu não li ainda, morro de medo de acabar pegando um spoiler, porque é única coisa que eu vejo nos meus grupos de Facebook e de Whatsapp. Eu vou ler, um dia, mas até lá vou tampar os olhos e ouvidos para não pegar nenhum spoiler hahahaha.

5-DKLA: Um livro que despedaçou seu coração.

download (11).jpg

Esse livro me destruiu porque a partir de um momento, as coisas só davam errado, e eu não tinha mais unha para roer! Aí, a autora joga uma bomba no final, que a gente só vai saber como vai se resolver no segundo livro, que não tem previsão nem nada para sair aqui. O livro tem resenha no blog, se quiser ver clique aqui.

6- Talk Me Down: Um livro triste que você ama.

download (12)

Esse livro é triste por ser o último da série Sea Breeze, de Abbi Glines. Em pouco tempo eu me apeguei muito aos personagens, aí quando acabou eu fiquei destruída! Mas continuo amando, por contar a história de um dos meus casais preferidos e por ter um epílogo para cada casal, como uma espécie de fechamento <3.

7- Cool: Um livro com uma capa legal mas com conteúdo não tão bom.

download (13)

Comprei esse livro num impulso causado pelo nome Cassandra Clare na capa, e depois de ter enrolado um tempão para ler, não achei tudo isso. Me assustei em algumas partes, mas foi só. Adoro essa capa, mas não gostei muito.

8- Heaven: Um livro que você não mudaria nada.

Banner Livros Belo Desastre 640

A única coisa que eu mudaria nesses livros, seria o nome das personagens (provavelmente trocando para Maju, ou algum dos meus apelidos), ou entraria no livro para dar uma sacudida na Abby e na Liss, porque tem vezes que elas irritam demais!

9-Youth: Um livro atemporal.

download (17)

Jogos Vorazes é um livro que não importa a época que se leia, sempre terá o mesmo significado e te levará as mesmas questões, o que foi muito inteligente da autora, mesmo que não seja intencional.

10- Lost Boy: Um livro que não atendeu às suas expectativas.

download (14)

Apesar da Malu gostar muito desse livro, eu não consegui achar tudo isso, e acabei gostando muito mais de Sem Esperança. Na metade de Um Caso Perdido eu já tinha sacado o maior segredo do livro, então não me surpreendi muito.

11- For Him: Seu OTP favorito.

download (16)

Com certeza Malec (Magnus + Alec) de Instrumentos Mortais. Não existe casal melhor que esse (só eu e Travis, eu e Jace, obviamente) <3.

12- Suburbia: Um livro que faz você se sentir nostálgico.

18870150

Só a capa desse livro me dá uma dorzinha no coração, porque eu lembro do quanto eu gostei dele e do quanto eu queria esquecer tudo para ler de novo e sentir tudo de novo! E sim, vou enfiar ele em todas as tags possíveis,

13- Too Good: Um livro que você tem uma relação de amor ódio. 

download (15)

Apesar de muita gente gostar muito desse livro, eu gosto mas ao mesmo tempos não gosto. Não consigo engolir o Maxon de jeito nenhum, e o mundo me acha louca por isso. Sou mais o Aspen, mas o mundo não conspirou à meu favor nos três livros dessa série.

14- Blue: Um livro que você faria de tudo para ter antes.

580857_cisne-e-o-chacal-o-vol-3-serie-na-companhia-de-assassinos-720194_l2_635937218789360000

Não consigo nem descrever o quanto estou ansiosa para esse livro! Ele vai contar a história do meu personagem preferido da série, e essa capa é maravilhosa, até a mão dele nesse terno me dá um negócio hahahaha.

15- Swimming Pools: Um livro que não faria você sentir nenhuma emoção.

 

16-Ease: Pai de livro preferido. 

mar-de-rosas

Como eu já citei bastante Belo Desastre aqui, resolvi escolher o pai da Emma, de Mar de Rosas, que apesar de não aparecer muito, me deixou extremamente comovida com sua história. (Mas para deixar bem claro, Jim Maddox continua sendo meu pai preferido :)).

Essa foi a Tag, espero que tenham gostado, se inscrevam pelo e-mail, para receber novas postagens sempre!

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Resenha:O Nome da Estrela

E aí pessoal? Hoje trouxe uma resenha de um livro que li recentemente, e que me deixou muito ansiosa para compartilhar minhas opiniões!

o-nome-da-estrela_capa

Titulo:O Nome da Estrela

Série:Nas sombras de Londres #1

Autora:Maureen Johnson

Editora:Rocco

Número de páginas:387

Esse livro me deixou com um pé atrás, durante um tempinho, por ser uma compra por impulso. Quando vi que atrás do livro tinha uma crítica de Cassandra Clare, foi, com certeza, uma das razões principais por ter comprado.

O livro será narrado por Rory Deveaux, uma estudante do ensino médio, que se muda da Louisiana, para Londres. No dia em que chega, o primeiro, de uma série de assassinatos que recriam os crimes de Jack, o estripador, acontece. Rory acha que a repercussão causada pela mídia é um exagero dos ingleses.

“Jack, o estripador, atacou pela segunda vez bem cedo no dia 8 de setembro de 1888. Esse fato foi martelado na minha cabeça de aproximadamente dezessete mil maneiras diferentes.”-Rory

Depois de um quase encontro com a morte, Rory passa a ver coisas que mais ninguém vê, mais especificamente, fantasmas. Porém, ela acha que são pessoas normais, até conhecer Stephen (❤️), Bu e Callum. Todos são Sombras, pessoas que quase morreram, mas que foram salvas no último minuto, e por conta disso, conseguem ver fantasmas.

“Dois elementos são necessários. Primeiro você tem que ter a habilidade latente. Segundo, você precisa ter um quase encontro com a morte durante a adolescência. Essa parte é essencial. Ninguém desenvolve a habilidade depois dos dezenoves anos.”-Stephen

O livro tem uma escrita maravilhosa, não muito complicada, envolvente e atual, fazendo você se envolver na narrativa e com os personagens.

Admito que demorei a ler, pois no começo a história não é muito envolvente, e não consegui entender muitas coisas até serem explicadas pelos personagens. Maureen Johnson é uma excelente, divertida e criativa, misturando realidade com ficção.

Demora um pouco, até conseguirmos relacionar as recriações dos crimes de Jack, o estripador, com o tema principal do livro, mas quando o fazemos, é uma surpresa!

O livro é o primeiro da trilogia Nas Sombras de Londres, lançado no final do ano passado pela Editora Rocco. Não há nada divulgado sobre o segundo volume, então só nos resta esperar pelo resto desse história aterrorizante e emocionante!

Estrelinhas:4

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel