Fictional Boyfriend Book Tag

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago uma tag que todo mundo já fez, mas que é meu sonho (apesar de saber que vai ser muito difícil escolher um só para cada categoria) fazer! Espero que gostem!

1- O namorado mais romântico

A primeira pergunta já chegou pra f**** comigo. Depois de pensar absurdos escolhi simplesmente todos os meus crushs literários porque não tinha como escolher um só haha!

download-14

2- O bad boy misterioso que no fundo é bonzinho
Não pude pensar em ninguém além do Lucas, de Easy, que apesar de parecer frio e distante, é um rapaz super fofo, atencioso e apaixonante.
download (15).jpg
3- O namorado paranormal
Apesar de serem vários crushs paranormais, escolhi o mais fofo, que primeiro me veio à mente, Jordan Kyle, de Instrumentos Mortais, um lobisomem da Praetor Lupus.
4- O namorado que você quer domar
A lista é grande, a indecisão também, então decidi escolher Rush Finlay, que mesmo que já tinha sido domado, no início da série Rosemary Beach, me fez querer dar uns tapas nele e fazê-lo se acalmar, quando o assunto eram mulheres. (Não podemos esquecer também a resposta mais óbvia, o love, Travis Maddox vulgo amor da minha vida).

 

5- O cara na friendzone
download-17
Belo Desastre vai estar bem presente nessa tag por razões óbvias, mas não pude deixar de lembrar (apesar de haverem inúmeras opções) do Parker, que levou um pé na bunda tão grande, seguido de um pedido de amizade, que friendzone é pouco pra descrever.
 6- Sua alma-gêmea4893e1bf0034c98d44e3cf42171b974b.jpg
Pra mim, todos são almas-gêmeas, até porque libriano é um tipo de pessoa que adere a múltipla escolha, não é mesmo? Para esse, escolhi o Hartley, de The Year We Fell Down, que é a pessoa mais maravilhosa, fofa e ai meu Deus desse mundo.
c8bebbda4c5b4a4142f4d405817a676e.jpg
7- O namorado com quem você fugiria
Com certeza o Day de Legend poderia me levar pra qualquer lugar, eu iria sem pensar duas vezes.
8- O namorado que você arriscaria ir a qualquer lugar
rodrigo bett.jpg
Liam Quinn, de coração perverso, é o tipo de namorado que você encaixa desde um restaurante bacana, até uma produção de Romeu e Julieta <3.
9- O namorado que você gostaria que estivesse em uma ilha deserta com você
download-18
Taylor Maddox seria o que eu levaria para uma ilha deserta, porque ele é bombeiro (veio na cabeça a música do bombeiro agora) então ele manja das coisas dos salvamentos da vida, e a gente ia se amar lá e ele iria nos salvar se necessário haha.
10- O namorado fodão
Dominic Slater é o namorado fodão, assim como Travis, Trenton, Tyler, Tripp Newarck, Jace Wayland, Will Herondale, Jem Carstairs, Day, Daniel, Tristan, Logan, Miles, Cash, Gavin, Aspen, Rush, Grant, Woods, Victor, Frederik, Holder, Lucas, Boyce, Mase, Hartley, Ezio, Levi, Wes e tantos mais que eu nem lembro, mas que a sua maneira, são f****.
Essa foi a tag, espero que tenham gostado, nos sigam no Instagram e no blog!
INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

Resenha:The Space In Between

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do último livro de Brittainy C. Cherry que eu li (chorando porque não tem mais nenhum). Já temos resenhas de outros livros da autora aqui no blog!

18039226.jpg

Título: The Space In Between

Série: The Space In Between #1

Autora: Brittainy C. Cherry

Editora:B. C. Cherry Books

Número de páginas:292

Andrea Evans está traumatizada depois da morte de seu noivo, e acredita ser culpa sua. Por isso, sai de sua cidade natal, e vai para Nova Iorque, em busca de seu sonho de se tornar dançarina, e também para fugir dos comentários e olhares de sua pequena cidade.

Cooper Davidson é um fotografo famoso, conhecido por seus reality shows, constantemente perseguido por paparazzi, que passou algum tempo em uma clínica para pessoas com distúrbios mentais, e tem uma esposa grávida que o traiu.

Os dois se encontram no clube de strip-tease em que Andrea trabalha, e se lembram um do outro, instantaneamente. Cooper também se lembra que um dia, foi apaixonado por Andrea, quando os dois eram crianças, mas a perdeu para seu noivo falecido.

“-Eu vou estar melhor amanhã.

-Não, não vai. Mas tudo bem… eu te espero.

-Por quanto tempo?

-Quanto tempo vou esperar? Pegue o sempre e multiplique-o pelo infinito. E então eu vou esperar um pouco mais.”

Os dois acabam fazendo um acordo, em que tentarão tirar a dor um do outro, ou pelo menos aliviá-la, pelo tempo que quiserem e conseguirem. Quando um estiver pronto para seguir em frente, o outro terá que deixar, sem grandes complicações. E a maiot regra de todas é: nenhum dos dois pode se apaixonar pelo outro.

“Andrea. Aqui é o caos. Que nós dois conhecemos muito bem. E por aqui…” O dedo indicador da mão direita apontou para cima. “Por aqui é Ordem. Vou assumir que nós dois estamos muito longe da Ordem, contudo nós já atingimos o fundo do poço do caos. Assim, que tal nós apenas explorarmos o espaço entre os dois?”

O mais engraçado do livro, é essa história de acordo. Há algumas coisas parecidas em outros livro que já li, e como sempre, um acabará se apaixonando pelo outro. Com um nível de intimidade tão grande, é inevitável que um se apaixone pelo outro.

Cooper é extremamente fofo e gentil. Apesar de todos os problemas pelos quais passou, não muda seu jeito de ser, principalmente com Andrea. Também a apoia e tenta reerguê-la o máximo possível, o que só melhorou minha opinião sobre ele.

Andrea não é minha personagem favorita criada por Brittainy, mas não deixa de ser encantadora em muitos sentidos. Seus sentimentos, são mostrados de uma forma extremamente viva e complexa, uma das maiores características de Brittainy em suas obras.

O livro é um pouco maçante no começo, mas depois que o envolvimento de Andrea e Cooper começa, é impossível parar de ler!

Outras resenhas da autora:

Sr.Daniels

The Air He Breathes

The Fire Between High and Lo

Art & Soul

Estrelinhas:

4

Link para aquisição:

Amazon (Kindle Edition)

Resenha: Art & Soul

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje, depois de três semanas meio desaparecida por aqui, trago resenha de mais um livro fofinho de uma autora muito fofinha, que aparece por aqui constantemente! (Obviamente, estamos falando de Brittainy C. Cherry, não é mesmo? Já temos resenha de alguns dos livros dela aqui no blog!).

73 Art &amp; Soul - Brittainy C. Cherry

Título:Art & Soul

Autora:Brittainy C. Cherry

Editora:B.C. Cherry Books

Número de páginas:427

Aria Watson não é o tipo “normal” de garota que se espera encontrar no ensino médio nos Estados Unidos. É a garota que passa despercebida, mesmo tendo um irmão popular. Mas em pouco tempo, tem todas as atenções viradas para sua cabeça, ao ficar grávida aos 16 anos.

Levi Meyers é um garoto extremamente sorridente, que ilumina a todos com seu sorriso e bom humor. Porém, em seu interior, há uma tempestade de pensamentos e dúvidas constantes, especialmente em relação à sua família problemática.

Aria tem suas reservas e receios em relação a Levi, e a qualquer outro garoto que não seja seu melhor amigo, Simon, o que acaba deixando Levi mais intrigado e determinado a desvendar essa garota.

Os pais acabam sendo um empecilho e uma força maior, que acaba por distanciar os dois diversas vezes, mas não diminuem o sentimento presente nos corações de seus filhos.

“Nós nos beijamos com o medo. Nós nos beijamos com raiva. Nós nos beijamos com tudo o que tínhamos dentro de nós. E então nos beijamos um pouco mais. Nós ficamos cansados juntos, criando nossa própria arte. Nós nos tornamos a obra-prima das almas solitárias. As cores de ambos os nossos olhos sangraram, sabendo que, por vezes, as mais belas peças de arte foram criadas a partir da mais escura das almas.”

O livro apresenta uma enorme dose de sentimentos, como em todo livro de Brittainy, porém, dessa vez, tratando de assuntos polêmicos, que são a gravidez na adolescência e divórcio, que apesar de serem frequentes e presentes na atualidade, ainda assombram muitas famílias, em todos os lugares do mundo.

O mais interessante, é a presença da arte no livro (como o próprio nome já diz). Sempre, nos livros de Brittainy, os personagens tem algum dom, uma habilidade muito bem desenvolvida que acaba por influenciar em sua personalidade, maneira de lidar com emoções, acontecimentos e etc.

Aria é artista, e adora pintar, se inspirar em grandes nomes da arte antiga.

Levi, desde sempre, aprendeu a apreciar música e instrumentos, o que é frequentemente mostrado no livro, principalmente em seu relacionamento com Aria.

De novo, Brittainy provou que até sua lista de compras é digna de ser lida. Suas histórias, que emocionam tantas pessoas por tantos lugares, tem um lugar especial em meu coração <3.

**O livro, The Air He Breathes (no Brasil, O Ar Que Ele Respira), tem lançamento previsto para 24 de junho de 2016 aqui, e sairá pela editora Galera Record!

O Ar que ele respira

Estrelinhas: 5 +<3

Link para aquisição:

Amazon

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel