Resenha: Irmandade

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do segundo volume da adaptação da famosa série de videogames, Assassin’s Creed. Você pode ler a resenha do primeiro livro clicando aqui!

download-11

 

 

Título:Irmandade

Série:Assassin’s Creed #2

Autor:Oliver Bowden

Editora:Galera Record

Número de páginas:392

O livro começa exatamente onde o primeiro volume acabou, na Capela Sistina no Vaticano, onde Ezio, depois de descobrir mais sobre os poderes do Pedaço do Éden, deixa o líder dos Templários, agonizando no chão, achando que o inimigo irá morrer.

Porém, ao voltar atrás para confirmar, ele vê que o espanhol fugiu, e que irá atacar com força e poder total em Roma.

“Nada é verdade, tudo é permitido.”

Apesar de ter grande controle sobre o que acontece nesta parte da história, os vilões principais são Cesare e Lucrécia Bórgia, filhos de Rodrigo. Os dois são considerados piores que o pai, com ataques e técnicas mais brutais, e muito mais gananciosos. Cesare almeja se tornar o líder dos Templários e dominar toda a Itália.

“ – Não há mais lugar algum para onde você possa fugir, Cesare – desafiou Ezio – Esta é a hora de pagar suas dívidas.

-Venha então, Ezio! – rosnou Cesare – Você derrubou minha família. Vamos ver como você acerta seus débitos.”

Além da grande ameaça dos Bórgia, Ezio ainda enfrenta enormes dificuldades na Irmandade dos Assassinos, que depois da morte de seu tio Mario, ficou sem líder. Além do mais, há um espião infiltrado entre os Assassinos, informando todos os seus passo para os Bórgia, e Ezio é apresentado à vários indícios de que o espião é seu amigo Nicolau Maquiavel.

“- Não, mas tenho certeza de que você irá concordar que é melhor confirmar toda informação que se recebe, ainda mais em tempos como esses.”

O segundo livro, antes das 100 primeiras páginas já havia rendido muito mais do que o primeiro. A leitura se tornou muito mais fácil, já que a história segue um determinado rumo sem mudanças de contexto, e todos os acontecimentos, por mais insignificantes que pareçam, contribuem para o enredo.

“- Temos de lidar com a situação real, meu bom Ezio, não com a situação que poderia ter sido. – Mario lhe deu uns tapas nas costas.”

Ezio tem muito mais responsabilidades nesse volume, e está envelhecendo, o que torna tudo mais maduro. É muito interessante, ver que o próprio personagem admite que não é mais o que fora antes, mas continua com seus deveres e com a luta dos Assassinos acima de tudo.

“-Que mudança de opinião? Eu sempre apoiei você. Sempre fui leal à causa.”  

Além de tudo, podemos ver um pouco mais de romance nesse livro (o que é muuuuuuuito importante para mim, romântica declarada), com a personagem Caterina Sforza, condessa de Forlí. No livro podemos ver o quanto Ezio é apaixonado por ela, e como a relação dos dois acaba quebrando um pouco da atmosfera do livro, mas de uma maneira muito positiva.

Estrelinhas: 4

Links para aquisição:

Amazon

Saraiva

Submarino

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

Tag #diferentona

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago uma tag que achei muito divertida, que vi no blog Leituras e Gatices.

1. Só eu que li? – Um livro que a maioria das pessoas desconhece, mas você leu.
A Falsa Princesa, de Elis O’Neal, é um livro muito bom, que eu li há três anos, mas nunca vi nenhuma resenha, nem comentário sobre ele, e a história é incrível, muito diferente das fantasias atuais.
2. Só eu que não gostei? – Um livro aclamado, menos por você.
Muita gente que eu conheço falava muito bem de Métrica, e eu não vi nenhum comentário ruim sobre ele até hoje, mas não achei tudo isso. É um livro bom, mas a protagonista não me agradou, com uma personalidade muito infantil entre outras coisas.
3. Só eu que vi apenas o filme? – Um livro que você quer muito ler, mas só assistiu ao filme.
Eu tenho muito medo de dizer isso, especialmente sendo uma das séries mais famosas que conheço. Nunca li Harry Potter, e mal assisti aos filmes. Tenho muita vontade de ler (até porque é Harry Potter) mas sempre acabo colocando outras coisas na frente.
4. Só eu que não li nada dele(a)? – Um autor famoso de quem você nunca leu um livro.
Apesar da pergunta anterior responder bem a esta também, eu nunca li nada de Jane Austen, embora tenha muita vontade, e pretendo começar com Orgulho e Preconceito assim que possível.
5. Só eu que gostei do malvado? – Um livro com um vilão (ou não-herói) pelo qual você torceu mais do que pelo mocinho.
Antes de tudo, amo o Rodrigo de Minha Vida Fora de Série, é um dos meus mocinhos preferidos. Mas ainda não achei uma pessoa que não gostasse do irmão dele, o Marcelo, que é o crush da Priscila no comecinho do primeiro livro. Sinto em admitir que torci um pouco mais por ele no início haha.
6. Só eu que acho que panela velha é que faz comida boa? – Um livro já desgastado, mas que você ama.
Meu livrinho querido Desastre Iminente, que está só o pó de eu andar com ele para todos os lugares, mas eu adoro ele com todo o coração <3. Sem falar de Travis Maddox, né minha gente??
7. Só eu que leio nacionais? – Um autor nacional que você adora.
Não leio muitos nacionais, não por preconceito, mas por preguiça mesmo hehe. Mas três autoras que gosto muito são Paula Pimenta, Babi Dewet e Bruna Vieira. Os livros delas tem aquele toquezinho brasileiro, misturado com viagens, música e muito mais, que os fazem únicos.
6. Só eu que amo clássicos? – Um livro clássico que você gostou.
Quando li uma adaptação de Odisseia, para a escola, me surpreendi por ter gostado tanto de um livro clássico, algo que eu nunca tinha pensado em ler (principalmente quando se tem 11 anos).
7. Só eu que li antes de virar filme? – Um livro que foi/vai ser adaptado para o cinema e você leu antes.
A Culpa é das Estrelas e Cidades de Papel foram livros que eu corri para ler antes que fossem lançados os filmes – mesmo que eu não tenha ido ao cinema assistir hehe.
8. Só eu que odiei o (a) principal? – Personagem principal que você odiou.
Eu sou muito chata, especialmente com personagens principais. Mas uma das que eu odiei desde o começo foi a Abby Abernathy, de Belo desastre. Ô menininha chata. Me sinto melhor em saber que não fui a única que entrou no clube Odiamos Abby.
Essa foi a tag, espero que tenham gostado! Não coloquei imagens porque não gosto muito das minhas tags com imagens, então digam o que vocês acharam! Nos sigam no Instagram @unicorniodepapel e se inscrevam com o email, para receber os posts na sua caixa de entrada!!

Resenha: Louca Por Você

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha de um new adult, que até pouco tempo era desconhecido para mim mas que é muito muito bom e vale a pena ser lido!

shopping

Título:Louca Por Você

Série:Bad Boys#1

Autora:M. Leighton

Editora:Galera Record

Número de páginas:304

O livro conta a história de Olivia, uma garota simples, vinda da fazenda, que mora com sua prima, e tem o hábito de se apaixonar e se envolver com bad boys.

“Meu pai do céu, ele é mais gostoso do que eu lembrava!”

Olivia vai a uma despedida de solteira e acaba conhecendo Cash, um bad boy lindo, que pode ser identificado a metros de distância, que a está deixando louca só com um olhar.

“O cabelo loiro escuro está desgrenhado, como sempre, deixando-me louca para passar os dedos por seus fios. Mas é o seu rosto que me faz perder o fôlego. Ele é mais bonito do que qualquer homem que já vi na vida real, e seus olhos e seu sorriso, hoje, têm algo que parece incendiar o ar entre nós. Embora conheça o risco, quero pular de ponta-cabeça no meio das chamas.”

Pouco tempo depois Olivia conhece Nash, o irmão gêmeo de Nash, bem sucedido, bonito e que mesmo estando com sua prima, se interessa por ela, deixando-a tentada a se envolver com alguém que não seja um bad boy.

“Nota mental: não espere pensamentos coerentes enquanto estiver admirando Nash. Sua coordenação motora pode ficar prejudicada. Tome as devidas precauções.”

Ao longo da história, Olivia se vê cada vez mais dividida entre o romântico Nash, e o bad boy, e seu patrão, Cash, que representa tudo que ela mais quer evitar e tudo o que ela mais quer.

“Os dois irmãos se alternam ocupando espaço na minha cabeça, como fazem frequentemente.”

Olivia é uma personagem muito cativante e engraçada, totalmente diferente do que pensei que seria. Apesar de estar em dúvida entre Cash e Nash, não pude achá-la irritante, como já esperava, assim que li a sinopse. Somente algumas de suas frases como: “se ele fosse um pouco mais como Nash/Cash…” foram uma coisa que me incomodou, dando a impressão de que um não era o suficiente para ela.

Cash é incrivelmente apaixonante, mesmo sendo um bad boy, ele faz com que você caia de amores por ele em poucas páginas, assim como o atencioso e romântico Cash.

O livro mostra os pontos de vista dos três, preenchendo as lacunas que um ou outro deixam, tornando a história completa. A única coisa que me decepcionou, foi o fato de que o relacionamento com Cash parecia ser mais ligado ao sexo do que deveria.

Uma leitura rápida, fácil e gostosa, mostrando um romance sexy, com um triângulo amoroso não tão insuportável quanto se acha.

A trilogia já tem os três livros publicados no Brasil, e eu espero poder resenhá-los em breve.

Estrelinhas:5 + ❤

Links para aquisição:

Fnac

Livraria Cultura

Submarino

Livraria da Travessa

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

 

 

 

 

 

Taylor Swift Book Tag

E aí meus unicórnios? Hoje trago uma tag meio velhinha, mas que me deu vontade de fazer (porque a bad bateu e eu comecei a ouvir Taylor Swift sem parar). Espero que gostem!

01. Blank Space Um livro que você gostou no inicio mas foi perdendo o encanto durante a leitura.

Capa Slam - poesia amor e tragedia AL V5 0.1.indd

Todo mundo ama esse livro, e eu entendo o porque, mas não consegui gostar dele tanto assim. (Temos resenha dele aqui no blog). A protagonista me deixou mais irritada do que envolvida com a personagem, e a minha salvação foi o Will. O livro todo é bom, mas a Layken me irritou muito!

02. Style – Um livro que não importa quantas vezes você já leu, e sempre vai amar a leitura.

Depois de pensar muito muito acabei escolhendo esses três, que são meus livros preferidos de todos <3.

03. Out Of The Woods – Um livro que você já leu e gostou, mas nunca viu alguém comentando sobre ele. 

capa

Li esse livro há uns três anos, e nunca vi ninguém comentando sobre ele. É um livro muito bom, que envolve mitologia, romance histórico e muito mais!

04. All You Had To Do Was Stay- Um livro que você não conseguiu terminar e já tentou mais de uma vez. 

Fallen blog goticus eternus.jpg

Escolhi Fallen de Laure Kate, porque todas as vezes que peguei esse livro para ler não passei do primeiro capítulo. Não consigo continuar com ele de jeito nenhum, mesmo que eu esteja com muita vontade de lê-lo.

05. Shake It Off – Um livro que todo mundo critica e você adora.

download (24)

Muita gente odeia tanto o livro quanto o filme, mas eu amo essa história! Primeiro vi o filme e já fiquei apaixonada, e quando li, meu amor por ele só aumentou!

06. I Wish You Would – Um livro que você gostaria que tivesse uma continuação.

download (2).png

Eleanor & Park tem o final mais aberto e mais angustiante do mundo! As coisas acabam dando certo, mas as últimas linhas do livro te dão inúmeras possibilidades de continuação, deixando o livro o mais angustiante possível.

07. Bad Blood – Um livro que todo mundo adora mas você não conseguiu gostar.

A_MORTE_DE_SARAI_1417202725424149SK1417202725B

Todo mundo se apaixona pela Sarai e pelo Victor nesse livro, e como eu já falei aqui antes, não consegui desenvolver esse afeto NESSE (foco maior ainda no NESSE) livro, mas ao decorrer da série, consegui gostar muito dos personagens.

08. Wildest Dream – Um livro new adult ou erótico que você recomenda.

51ecWPEoszL._SX316_BO1,204,203,200_

Him é um new adult homossexual, então é o que as pessoas chamam de “pesado”. Eu adorei o livro por conta da história, personagens, e o romance, são só pela parte sexual ou erótica, que também é presente no contexto.

09. I Know Places – Um livro que você achou no sebo, e adorou a leitura.

download

De um tempo para cá eu passei a frequentar sebos com mais frequência do que antes. Tem muitos livros baratos e bons, com a mesma qualidade de livros novos. E é muito legal ter um livro que já teve vários donos, com marcas que mostram a sua trajetória.

10. Clean-um livro que você demorou muito pra superar o final.

11659444_444455085726765_6251552024716780304_n

Ugly Love (apesar do nome) é lindo do começo ao fim. Mesmo as partes tristes, são mostradas de uma forma muita bonita, então superar o final e a forma como tudo aconteceu foi muito difícil.

11. Wonderland – Um livro de fantasia que você recomenda.

download-10

Magisterium é um livro juvenil que todas as pessoas deveriam ler. A fantasia, história, a aventura e a amizade nesse livro são incríveis, e não podíamos esperar nada menos de Holly Black e Cassandra Clare <3.

12. New Romantics – Um livro que aborde o tema liberdade.
Capa (1)
Mesmo sendo um new adult, e tendo aquela coisa de “você é minha” e blá, Estranha Perfeição mostra a liberdade de uma forma diferente, na minha opinião. Depois de anos com uma mãe mentalmente instável, Della é finalmente livre para conhecer o mundo e o que ele reserva, e também é livre para amar<3.
13. Musica Bonûs: Come back, Be here – Um livro que narra um relacionamento a distancia.
download-11
Bela Distração, além de contar a história de Trent e Cami, também mostra algumas partes do relacionamento de Cami à distancia com T.J (ô casalzinho sem graça).
Essa foi a tag, eu espero que tenham gostado, porque foi muito divertido fazê-la! Não se esqueçam de se inscrever, comentar e nos seguir!
INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Tag 7 Pecados Capitais

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago a tag 7 Pecados Capitais (já tem um tempinho que eu quero fazer essa tag) e eu espero que vocês gostem!

1-Avareza: Qual seu livro mais caro e o mais barato?

Meu livro mais barato é Diário de uma Paixão, do Nicholas Sparks, que custou 4 reais numa banca de jornal bem velha no centro haha, e o mais caro é Princesa Mecânica da Cassandra Clare que custou 42 reais (que doem um pouco no bolso).

 

2-Ira: Com qual autor você tem uma relação de amor e ódio?

download (3)

Já mencionei o livro aqui antes (tem resenha, se quiser ler clique aqui) mas ao meso tempo que eu amo Gavin e a história, a Emily é o que me faz odiar o livro muitas vezes. Extremamente indecisa e cega, tornando o livro um muitinho pior.

3-Gula: Qual livro você devorou sem vergonha alguma?

download (12)

O livro é tão bom, os personagens são tão incríveis, que eu não tenho nenhuma vergonha em admitir que li em um dia (mais da metade durante as aulas que eu supostamente deveria prestar atenção).

4-Preguiça: Qual livro você tem negligenciado devido a preguiça?

download-8

Não estou negligenciado por preguiça (não exatamente), mas porque essa série e essa autora são tão especiais para mim, que eu quero esperar pelo momento certo, para aproveitar a leitura o máximo possível!

5-Orgulho: Que livro você tem mais orgulho de ter lido?

503902_capa_g

Eu geralmente não gosto de exibir os livros que leio, mas esse eu particularmente me orgulho, por ter sido um livro que li à pedido da escola, que eu realmente gostei, e tive a chance de conhecer o autor, Mario Teixeira, que também escreveu a novela Liberdade, Liberdade, da rede Globo.

6-Luxúria: Que atributos você acha mais atraentes em personagens femininos e masculinos?

Em personagens femininos, mulheres fortes e inteligentes, como a Tamara de Magisterium, e até a Abby, de Belo desastre (apesar dos pesares), mas que sabem reconhecer a hora em que precisam de outras pessoas além delas mesmas. Em personagens masculinos, senso de humor, carinho e quando eles sabem que não podem proteger as mocinhas de tudo, mesmo que as amem muito, como Liam Quinn de Coração Perverso (tem resenha aqui no blog), e Lucas de Easy, que apesar de querer proteger Jacqueline, sabe que ela precisa enfrentar certas batalhas sozinha.

7-Inveja: Qual livro você gostaria de ganhar presente?

download-9

A lista é enorme, mas principalmente O Caderninho de Desafios de Dash e Lily, de David Levithan e Rachel Cohn, por ser um livro que se passa na época de Natal, que é época de ganhar presentes.

Essa foi a tag, espero que vocês tenham gostado! Se inscrevam para receber por e-mail sempre que tiver post novo, comentem e nos sigam no Instagram!

Resenha: Renascença

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Sei que estamos um pouco sumidas, mas final de ano no colégio não é nada fácil haha. Hoje trago resenha de um livro um pouco diferente dos gêneros que têm aparecido aqui ultimamente, mas espero que vocês gostem!!

download

Título: Assassin’s Creed: Renascença

Série: Assassin’s Creed #1

Autor: Oliver Bowden

Editora: Galera Record

Número de páginas:378

Renascença é a primeira adaptação da famosa série de videogames Assassin’s Creed, produzida pela Ubisoft.

O livro tem início no século XV, na Itália Renascentista, mostrando Ezio Auditore em sua juventude, regada a dinheiro, bebida e mulheres. Mas isso muda repentinamente quando sua casa é atacada e seu pai e seus dois irmãos são levados pela família rival, os Pazzi. A época é marcada pelo conflito entre famílias ricas, que governam as cidades.

A família de Ezio é levada e executada por traição, na sua frente, levando-o a seguir um caminho que jamais havia imaginado. Ele acaba por descobrir a Ordem dos Assassinos, da qual seu pai fazia parte, e os Templários, inimigos milenares dos Assassinos, que estão em busca de artefatos divinos.

“Quando os outros homens seguirem cegamente a verdade, lembra-te… Nada é verdade. Quando os outros homens estiverem limitados pela moralidade ou pela lei, lembra-te…Tudo é permitido. Nós trabalhamos nas sombras para servir a luz. Nós somos Assassinos. Nada é verdade, tudo é permitido.”

Assim, sentindo-se na obrigação de continuar o legado de seu pai, ele segue na Ordem dos Assassinos, lutando contra os Templários.

“Ezio não hesitou. Era a vida dele ou a de seus amigos, e então deu valor às novas técnicas que seu tio tinha insistido em lhe ensinar. Rapidamente, concentrando a mente e os olhos na quase escuridão, puxou duas facas e as atirou, uma depois da outra, com precisão mortal. A primeira atingiu um dos arqueiros na nuca – o golpe o matou instantaneamente. O homem caiu por sobre as ameias sem um sussurro sequer.”

A história se torna um pouco monótona em algumas partes, mas os momentos mais parados são superados por grandes acontecimentos.

Fiquei muito curiosa para ler o livro porque eu adoro livros históricos, que envolvem vários aspectos políticos e sociais da época contada, mas que ainda assim, tem uma história própria, etc. Também tem o fato de que muitos personagens do livro realmente existiram, deixando tudo mais interessante.

O livro é um pouco pesado no quesito acontecimentos, mas a linguagem e a leitura são fluidas e fáceis de serem entendidas, com algumas palavras em italiano, contendo um glossário no final, tanto de palavras quanto de personagens, deixando toda a estrutura do livro melhor ainda.

Mesmo não tendo jogado os videogames, a história conseguiu me envolver muito, me fazendo entender melhor a época (e as aulas de história) haha.

download-1

A série tem 8 livros publicados no Brasil, todos pela Galera Record, além dos quadrinhos e livros especiais.

13243748-904709262985575-2248473480099300768-o_u5tf.jpg

O filme está em processo de pós-produção e chega aos cinemas no final de 2016 nos EUA e em janeiro no Brasil.

Estrelinhas: 5 + ❤

Links para aquisição:

Livraria Cultura

Fnac

Amazon

Saraiva

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

Resenha: O Lado Feio do Amor

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Depois de dois meses parados aqui e no Instagram, agora voltei com total disposição para tirar o pó desse blog! Esse mês teremos várias resenhas, acumuladas desde o final de junho, então o conteúdo vai ser o mais diverso possível!

11659444_444455085726765_6251552024716780304_n

 

 

Título: O Lado Feio do Amor

Autora: Colleen Hoover

Editora: Galera Record

Número de páginas:336

O livro conta a história de Tate Collins, uma jovem estudante de enfermagem, que acaba de se mudar para o apartamento de seu irmão para se dedicar ao seu mestrado.

Lá, acaba por conhecer Miles Archer, um piloto experiente, extremamente atraente e misterioso, que é nada mais nada menos, que seu vizinho e melhor amigo de seu irmão, Corbin.

Os dois sentem uma enorme atração um pelo outro, mas Miles é cheio de segredos e sentimentos escondidos, o que cria uma barreira em volta dele. Tate parece disposta a quebrar essa barreira, apesar das rejeições do outro.

“-O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes  você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho.”-Miles.

Os dois acabam fazendo uma espécie de acordo: se envolveram, mas não passará do físico e do desejo, sem emoções, sem perguntas ou esperanças. Tate não pode perguntar sobre o passado de Miles, nem esperar um futuro. Mas como sente algo forte por Miles, aceitará tudo que ele puder lhe dar.

“São os momentos bonitos como esse que fazem valer a pena o amor feio.”

Até descobrirmos o grande segredo do passado de Miles, o achamos uma pessoa extremamente fria e insensível, porque é o que ele deixa transparecer, mas aos poucos as lacunas e pedaços vão se encaixando e um novo Miles é revelado.

Tate me pareceu fraca demais, apesar de eu ter gostado muito da personagem. Mas o ato de se jogar de cabeça em um relacionamento que de início não levaria à lugar nenhum, me pareceu extremo e desesperado demais. Mas ela ainda consegue ser cativante e apaixonante, apesar de tudo.

O livro é rápido, e te prende pelo fato de querer descobrir mais sobre o passado de Miles e o que acontecerá entre ele e Tate.

Um filme está em estágio de produção, e já tem o protagonista, Miles Archer, definido. Será interpretado por Nick Bateman.

download (22).jpg

Estrelinhas: 5 + ❤

Links para aquisição:

Saraiva

Amazon

Submarino

Americanas

Instagram do blog: @unicorniodepapel

Resenha: Como Ser Solteira

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha de um livro que apareceu de surpresa para mim, mas que foi uma leitura muito divertida!

download (20)

Título: Como Ser Solteira

Autora: Liz Tuccilo

Editora: Galera Record

Número de páginas: 434

Julie é uma editora em Nova Iorque, mas não está exatamente feliz com sua vida ou carreira no momento. E ela também quer alguém que a ame, e que ela possa amar, depois de muitos anos solteira.

Depois de perceber as diferentes culturas e estados em que suas amigas se encontravam, Julie decide que elas estão fazendo alguma coisa errada,  e decide viajar pelo mundo para descobrir como funcionam os relacionamentos em outros lugares.

O livro conta a história de cinco amigas, todas em torno dos 40 anos,  cada uma com um drama diferente no quesito relacionamentos e “solteirice”.

Temos Julie, uma assessora de imprensa bem sucedida, solteira há 6 anos; Ruby, uma jovem de 30 e poucos anos, amante dos gatos e que sofre constantemente por términos de relacionamentos; Alice, uma advogada bem resolvida, que tenta achar o homem de sua vida em todos os lugares; Serena, uma veggie, chefe de cozinha, que ao achar uma religião que a aceita, acaba por aceitar o celibato; e Georgia, uma mulher recém-divorciada, com dois filhos, que sofre por seu marido que a deixou por uma professora de samba.

“Regra número 1:

Certifique-se de ter amigas.”

As quatro acabam por encorajar Julie à viajar pelo mundo para descobrir mais sobre a vida das mulheres, solteiras ou não.

Julie vai à países como Brasil, França e Índia, entre outros, mostrando como a mulher, os relacionamentos e tudo mais são enfrentados e interpretados por sociedades das mais variadas culturas.

“Lá estava eu sentada, encarando essas quatro mulheres que eram boas em lidar com rejeição. Essas senhoritas não pareciam ser da França, elas pareciam ser de Marte.”

Em suas viagens, Julie também tem sua cota de romances, aventuras, sexo e experiências inesquecíveis.

O ponto alto desse livro foram as viagens, sem sombra de dúvida. Em um único livro, você consegue viajar por quase todos os continentes, sem sair do lugar, além das inúmeras personalidades e nacionalidades apresentadas no livro.

O livro é um pouco maçante em algumas partes, com textos muito grandes que não têm necessidade de estar ali, mas que têm o contraponto positivo nas sacadas hilárias, piadas entre outros acontecimentos extremamente engraçados.

Um filme inspirado no livro foi lançado esse ano, com o mesmo nome.

css_600x600-data.jpg

Estrelinhas: 3

Links para aquisição:

Saraiva

Amazon

Submarino

Fnac

Projeto Rosie – Graeme Simsion

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Vim aqui trazer uma resenha de um livro que li recentemente, O projeto Rosie de Graeme Simsion. 

o pr

 

Título: O projeto Rosie 

Editora: Galera Record 

Autor: Graeme Simsion 

Número de páginas: 319 

Já tinha este livro a muito tempo e resolvi passar ele na frente na lista de leituras quando começaram os boatos que teria um filme.

       Don Tillman, um homem de 39 anos, australiano, musculoso, alto e tão bonito quanto Gregory Peck (segundo Rosie), professor de genética de uma universidade e NUNCA teve uma namorada. Tem uma vida extremamente monótona, com cada minuto planejado em seu quadro branco na sala de estar de sua casa para ele não desperdiçar nenhum segundo de seu tempo. nunca tendo imprevistos  e surpresas para Don não ter que recorrer aos outros, pois não tem habilidade social nenhuma.

          Tem apenas 2 amigos, Gene e Cláudia, que possuem um casamento aberto e o homem tem a curiosidade de saber a atração de varias nacionalidades, assim tendo vários casinhos diferentes com mulheres de diversos países, Claudia é uma psicóloga que ajuda sempre o protagonista quando precisa.

         Para solucionar o fato de não ter nenhuma namorada, Don desenvolve o Projeto Esposa, com a ajuda de Cláudia e Gene, para que não desperdice seu tempo com outras mulheres que não irão levar e nada. Este projeto é um questionário, ao qual a mulher deve: NUNCA fumar, não se atrasar por mais de 5 minutos ou usar maquiagem.

Tudo isso vai por água a baixo quando Gene apresenta Rosie, uma fumante, vegetariana e atrasada, tudo que Don abomina. porem Rosie o ensina que a mulher ideal não existe e sim o amor.

– Você me acha atraente?

– Na verdade nunca prestei atenção – respondi, para a mulher mais linda do mundo. 

Este livro foi o que mais me surpreendeu no ano, muito bem escrito, com uma narrativa ótima, personagens muito bem desenvolvidos e engraçados. Vemos como Don cresce como pessoa e como Rosie é imprevisível. A editora Record mais um vez com um exemplar com uma capa incrível, uma das mais bonitas da minha estante.

A editora publicou a continuação do livro que pretendo ler o mais rápido possível, “O efeito Rosie”.

o er

Sinopse: 

O Projeto Rosie foi concluído, e Don e sua amada estão morando em Nova York. Ele é professor na Universidade de Columbia, e Rosie cursa o primeiro ano do programa de doutorado em medicina. Tudo vai muito bem até o dia em que ela anuncia: “Estamos grávidos.”

Diante do desafio ainda maior do que encontrar uma esposa, Don não vê alternativa a não ser iniciar o Projeto Bebê. Ao tentar definir os protocolos para se tornar pai, usando seu estilo de pesquisa peculiar e suas habilidades sociais – ainda baixíssimas –, Don, é claro, acaba se metendo em várias confusões e mal-entendidos. Agora ele corre o risco de ser processado, deportado, de perder a credibilidade profissional e, o pior, de perder Rosie para sempre.

Prepare-se para rir, chorar e se emocionar novamente com o professor de genética mais carismático de todos os tempos.

Espero que tenham gostado da resenha!

Estrelinhas: 5 

links para aquisição:

Submarino 

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Resenha:The Space In Between

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do último livro de Brittainy C. Cherry que eu li (chorando porque não tem mais nenhum). Já temos resenhas de outros livros da autora aqui no blog!

18039226.jpg

Título: The Space In Between

Série: The Space In Between #1

Autora: Brittainy C. Cherry

Editora:B. C. Cherry Books

Número de páginas:292

Andrea Evans está traumatizada depois da morte de seu noivo, e acredita ser culpa sua. Por isso, sai de sua cidade natal, e vai para Nova Iorque, em busca de seu sonho de se tornar dançarina, e também para fugir dos comentários e olhares de sua pequena cidade.

Cooper Davidson é um fotografo famoso, conhecido por seus reality shows, constantemente perseguido por paparazzi, que passou algum tempo em uma clínica para pessoas com distúrbios mentais, e tem uma esposa grávida que o traiu.

Os dois se encontram no clube de strip-tease em que Andrea trabalha, e se lembram um do outro, instantaneamente. Cooper também se lembra que um dia, foi apaixonado por Andrea, quando os dois eram crianças, mas a perdeu para seu noivo falecido.

“-Eu vou estar melhor amanhã.

-Não, não vai. Mas tudo bem… eu te espero.

-Por quanto tempo?

-Quanto tempo vou esperar? Pegue o sempre e multiplique-o pelo infinito. E então eu vou esperar um pouco mais.”

Os dois acabam fazendo um acordo, em que tentarão tirar a dor um do outro, ou pelo menos aliviá-la, pelo tempo que quiserem e conseguirem. Quando um estiver pronto para seguir em frente, o outro terá que deixar, sem grandes complicações. E a maiot regra de todas é: nenhum dos dois pode se apaixonar pelo outro.

“Andrea. Aqui é o caos. Que nós dois conhecemos muito bem. E por aqui…” O dedo indicador da mão direita apontou para cima. “Por aqui é Ordem. Vou assumir que nós dois estamos muito longe da Ordem, contudo nós já atingimos o fundo do poço do caos. Assim, que tal nós apenas explorarmos o espaço entre os dois?”

O mais engraçado do livro, é essa história de acordo. Há algumas coisas parecidas em outros livro que já li, e como sempre, um acabará se apaixonando pelo outro. Com um nível de intimidade tão grande, é inevitável que um se apaixone pelo outro.

Cooper é extremamente fofo e gentil. Apesar de todos os problemas pelos quais passou, não muda seu jeito de ser, principalmente com Andrea. Também a apoia e tenta reerguê-la o máximo possível, o que só melhorou minha opinião sobre ele.

Andrea não é minha personagem favorita criada por Brittainy, mas não deixa de ser encantadora em muitos sentidos. Seus sentimentos, são mostrados de uma forma extremamente viva e complexa, uma das maiores características de Brittainy em suas obras.

O livro é um pouco maçante no começo, mas depois que o envolvimento de Andrea e Cooper começa, é impossível parar de ler!

Outras resenhas da autora:

Sr.Daniels

The Air He Breathes

The Fire Between High and Lo

Art & Soul

Estrelinhas:

4

Link para aquisição:

Amazon (Kindle Edition)