Resenha:Felizes Para Sempre

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do último livro da série Quarteto de Noivas! Vocês podem encontrar as resenhas dos outros três clicando aqui!

Capa

Título: Felizes Para Sempre

Série:Quarteto de Noivas #4

Autora:Nora Roberts

Editora:Arqueiro

Número de páginas:293

O livro conta a história de Parker Brown, a sócia majoritária da Votos, empresa organizadora de casamentos, administrada por Emma, Laurel e Mac, todas amigas desde a infância.

Os pais de Parker faleceram quando ela ainda era jovem, e com sua herança, decidiu abrir a Votos, junto de suas amigas, que sempre tiveram o sonho de organizar casamentos, quando adultas.

Parker é extremamente profissional, e dedicada ao trabalho e à suas noivas 24 horas por dia, sete dias por semana, o que a deixou sem tempo para buscar um amor.

Malcom Kavanaugh é o total oposto de Parker. É um mecânico, ex-dublê de filmes, extremamente grosso e, como dizemos em uma linguagem informal, “macho”.Se dedica a trabalhar para sustentar a si mesmo e sua mãe, e não tem tempo para relacionamentos.

Os dois, já se conhecendo há um tempo antes do início do livro, sentem uma grande atração um pelo outro, mas nem um, nem outro, parecem querer ceder à essa grande atração.

“É difícil resistir a um bad boy que é um bom homem. Eles nos passam uma bela rasteira.”

A história, além de ter o foco nas quatro amigas, no preparamento de seus casamentos e etc; também tem um foco muito grande na importância familiar, educação e nas bases que aprendemos em nossa casa, o que é muito interessante.

“Se você estiver procurando pelo pacote completo, o pacote até que a morte nos separe, então olhe para mim. Ninguém vai te amar, estar do seu lado, e entender como você funciona como eu.”

Eu adorei o Malcom, seu jeito engraçado e sarcástico, e principalmente as piadinhas e os apelidos que ele dá a todo mundo.

Parker foi uma espécie de inspiração, por ser uma mulher forte e bem-sucedida, e muito divertida.

O fim da série foi triste, principalmente por saber que nunca mais teremos aquele gostinho de descobrir coisas novas sobre os personagens, mas não nada menos do que satisfatório e feliz <3.

Estrelinhas:5+<3

Links para aquisição:

Amazon

Saraiva

Fnac

Submarino

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

Então eu li: A Coroa

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago mais um Então eu li, dessa vez sobre o último livro da série A Seleção, de Kiera Cass (que já foi muito mencionada aqui no blog).

AVISO: SPOILERS DE A HERDEIRABaixar-Livro-A-Coroa-A-Selecao-Vol-05-Kiera-Cass-em-PDF-ePub-e-Mobi-ou-ler-online

Título: A Coroa

Série: A Seleção #5

Autora: Kiera Cass

Editora:Seguinte

Número de páginas:312

Como sabemos o final de A Herdeira, quarto livro da série, deixou muitas pontas soltas e possibilidades para o fechamento da série.

América, mãe de Eadlyn, acaba sofrendo um ataque cardíaco, por ter recebido a notícia de que seu filho, Ahren, havia fugido para se casar na França.

Nos momentos finais, Eadlyn percebe que é capaz de achar o amor verdadeiro, como seus pais, e que sua Seleção, terá um desfecho tradicional, com o pedido de casamento que todos esperam.

Em A Coroa, Eadlyn está mais evoluída, em todos os sentidos. Em A Herdeira, apesar de vermos sua maturidade e tudo mais, ainda vemos uma menina mimada e confusa com as escolhas que terá que fazer. Uma série de acontecimentos, a leva a se tornar mais forte, inteligente e madura, o que me agradou muito durante a leitura.

“Encostei na parede, prestes a desatar a chorar. Nenhuma pessoa é mais poderosa que eu. E, no entanto, nunca tinha me sentido tão indefesa.”

A Seleção acaba se reduzindo à Elite neste livro, e a autora acertou em cheio quando focou mais nos pretendentes e em suas questões, relacionadas ou não à princesa. Sempre no começo de uma nova história, como em A Seleção ou A Herdeira, eu fico muita confusa, e com muitas informações à digerir, porque são muitas pessoas, e o livro acaba ficando um pouco carregado, apesar de ir amenizando no decorrer da história.

Os pretendentes, empenhados em conquistar a princesa, acabam passando por dificuldades para chegar perto dela, já que com o afastamento de seu pai, ela acaba assumindo mitas responsabilidades e afazeres, o que contribui para sua evolução, amadurecimento e experiência.

“Se existem amigos que são almas gêmeas, você é a minha, e não quero que vá a lugar nenhum.”

Novos personagens são introduzidos, como Marid Illéa, filho de August Illéa, personagem presente em A Escolha (que apesar dos pesares, me cativou e me encantou), Srta. Brice, uma personagem que parece um pouco sem importância, até as últimas três páginas, mas que também ajuda a leitura a ficar mais leve e engraçada em diversos pontos.

Como minhas expectativas para A Herdeira não foram atendidas, eu li A Coroa sem esperar nada além de um desfecho para uma série que eu gosto e que me acompanha à praticamente três anos, mas que mesmo assim, não sou tão fã, quanto a Malu, por exemplo. O que foi uma coisa boa, porque eu me surpreendi muito com a leitura em diversos pontos, e me fez gostar muito mais do que eu esperava.

É uma leitura leve, como todos os outros livros, exceto pelas últimas 40 páginas, que como em todo livro de Kiera Cass, te deixam apreensivo e nervoso, mas que compensam com um final fofo e apaixonante, como sempre.

Minhas expectativas para esse livro se tornaram quase nulas, quando a capa foi revelada e eu passei dias encarando a sobrancelha da modelo (sem ofensas). Uma FanArt foi liberada na época, com um desenho muito mais bonito do que a capa escolhida pela editora, que realmente parecia remeter a uma parte do livro, mas era só uma FanArt (o que me deixou indignada).

Outra coisa, provavelmente o que deixou fãs com raiva (sim, eu olhei o Twitter), foi a escolha de Eadlyn. Eu, como a maravilhosa pessoa que ama ser do contra, acho que ela não poderia ter feito escolha melhor, ainda que fora dos moldes e das regras. Ela seguiu o coração, uma das poucas vezes na vida, e acertou totalmente. Todo mundo ficou: Mas o Kile…; e eu posso afirmar, que apesar de Eadlyn e Kile terem algum sentimento um pelo outro, a atração física, era maior do que qualquer que fosse esse sentimento.

a coroa fas

Apesar das ressalvas e de tudo, foi uma leitura rápida, prazerosa, divertida, e que sei que vai deixar muita saudade, não só para mim, mas para todos os fãs <3.

Estrelinhas: 4

 Links para aquisição:

Amazon

Saraiva

Fnac

Submarino

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Resenha: Bem-casados

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do terceiro e penúltimo livro da série Quarteto de Noivas, de Nora Roberts! Se você não leu, ou não viu as resenhas anteriores, clique aquidownload (6)

Título:Bem-casados

Série:Quarteto de Noivas #3

Autora:Nora Roberts

Editora:Arqueiro

Número de páginas:280

Esse livro contará a história de Laurel McBane, uma das sócias da Votos, empresa criada por ela e por suas amigas, Emma, Mac e Parker.  Laurel é a confeiteira da empresa de casamentos.

Desde sempre, por terem convivido muito tempo juntos, Laurel escondeu uma forte paixão por Delaney (Del) Brown, o irmão de sua melhor amiga, Parker. Mas, mesmo depois de tanto tempo de convivência, não conseguiu admitir seus sentimentos, já que sabe que ele a considera como uma irmã.

Del é advogado da Votos, e se sente responsável, não só por sua irmã, mas por suas outras três amigas. Sua postura, um tanto quanto paternal, começa a gerar brigas entre ele e Laurel.

“Você quer segurança? Compre um cachorro. O amor foi feito para ser assustador.”

Com as brigas, a química entre os dois, que estava há muito tempo acesa, mas em fogo baixo, acaba acendendo e esquentando muito muito mais, e os dois não sabem se serão capazes de se conter ou se controlar.

Laurel e Del são como cão e gato. Brigam muito, por um ter um orgulho maior que o outro, mas sempre acabam se acertando no final.

Os dois passaram por muito na vida, e lutaram muito para chegar onde estão, o que os deixa meio receosos em relação à seus sentimentos, principalmente por sempre terem sido tão próximos.

“Eu a amei durante toda a vida, e isso foi fácil. Não sei , não com certeza , há quanto tempo estou apaixonado por você, mas sei que isso não é tão fácil. Mas é certo e é real, e não quero que seja fácil. Quero você.”

Del é extremamente engraçado e protetor, às vezes na medida certa, às vezes mais do que o necessário, o que faz com que ele e Laurel tenham suas diferenças e discussões, em boa parte do livro.

Laurel sempre teve dificuldades, tanto financeiras quanto em relacionamentos, especialmente com seus pais, o que a fez lutar mais ainda para conseguir seu emprego e sua posição na vida. Del a admira por isso, mas com duas personalidades fortes juntas, eles batem de frente sempre que possível.

“Ela não era apenas uma mulher interessante e atraente. Era Laurel. A forte, inteligente, divertida e resiliente Laurel MacBane. Tinha muitas das qualidades que ele admirava em uma mulher – e tudo em um pacote sexy.”

De novo, percebemos aquela mesma rotina esperada e gostosa de Nora Roberts, pelo menos nessa série, em que os protagonistas flertam, ficam juntos, se separam, e acabam tudo com um pedido de casamento extremamente fofo. Novamente, não é algo negativo, mas nos mostra o que esperar.

O que gosto nessa série, é que os personagens, já em idade adulta, tem uma vida normal, com trabalho, responsabilidades e tudo mais, e que mostra um pouco da vida adulta, e do que esperar, pelo menos do meu ponto de vista. Como a diferença entre a idade deles e a minha é até grande, é muito divertido conhecer suas histórias.

Apesar de discutirem muito, são um dos casais mais fofos da série. Os dois se complementam de uma forma inexplicável, que deixa o leitor querendo mais e mais.

Também é muito divertido e gostoso ver a relação entra as sócias da votos, e como uma complementa o trabalho da outra. Isso sem falar nas amizade de todas, que é espetacular <3.

Links para aquisição:

Amazon

Submarino

Saraiva

Fnac

Estrelinhas: 4

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel