Resenha:Felizes Para Sempre

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do último livro da série Quarteto de Noivas! Vocês podem encontrar as resenhas dos outros três clicando aqui!

Capa

Título: Felizes Para Sempre

Série:Quarteto de Noivas #4

Autora:Nora Roberts

Editora:Arqueiro

Número de páginas:293

O livro conta a história de Parker Brown, a sócia majoritária da Votos, empresa organizadora de casamentos, administrada por Emma, Laurel e Mac, todas amigas desde a infância.

Os pais de Parker faleceram quando ela ainda era jovem, e com sua herança, decidiu abrir a Votos, junto de suas amigas, que sempre tiveram o sonho de organizar casamentos, quando adultas.

Parker é extremamente profissional, e dedicada ao trabalho e à suas noivas 24 horas por dia, sete dias por semana, o que a deixou sem tempo para buscar um amor.

Malcom Kavanaugh é o total oposto de Parker. É um mecânico, ex-dublê de filmes, extremamente grosso e, como dizemos em uma linguagem informal, “macho”.Se dedica a trabalhar para sustentar a si mesmo e sua mãe, e não tem tempo para relacionamentos.

Os dois, já se conhecendo há um tempo antes do início do livro, sentem uma grande atração um pelo outro, mas nem um, nem outro, parecem querer ceder à essa grande atração.

“É difícil resistir a um bad boy que é um bom homem. Eles nos passam uma bela rasteira.”

A história, além de ter o foco nas quatro amigas, no preparamento de seus casamentos e etc; também tem um foco muito grande na importância familiar, educação e nas bases que aprendemos em nossa casa, o que é muito interessante.

“Se você estiver procurando pelo pacote completo, o pacote até que a morte nos separe, então olhe para mim. Ninguém vai te amar, estar do seu lado, e entender como você funciona como eu.”

Eu adorei o Malcom, seu jeito engraçado e sarcástico, e principalmente as piadinhas e os apelidos que ele dá a todo mundo.

Parker foi uma espécie de inspiração, por ser uma mulher forte e bem-sucedida, e muito divertida.

O fim da série foi triste, principalmente por saber que nunca mais teremos aquele gostinho de descobrir coisas novas sobre os personagens, mas não nada menos do que satisfatório e feliz <3.

Estrelinhas:5+<3

Links para aquisição:

Amazon

Saraiva

Fnac

Submarino

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

Anúncios

Resenha: Pulsação

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha da continuação de Tensão (que já tem resenha aqui no blog)!

AVISO: Se você não leu Tensão, ou não gosta de spoilers, não leia a resenha! Apesar de eu evitar o máximo possível, pode ser que acabe saindo alguma coisa, e eu não quero estragar a leitura de ninguém!!pulsac3a7c3a3o

Título: Pulsação

Série:Collide #2

Autora: Gail McHugh

Editora:Arqueiro

Número de páginas:347

No final de Tensão, Emily está destinada a ir atrás de Gavin, a todo custo, depois de ter feito uma enorme besteira.

 Gavin resolveu simplesmente fugir de Nova Iorque e de seus problemas, que o cercavam constantemente desde que Emily apareceu em sua vida. De coração partido e alma quebrada, ele vai para o México, se isolar e dormir com mulheres aleatórias, sem sentimento nenhum.

“Embora não soubesse se seria bom aparecer sem aviso para tentar salvar qualquer tipo de relacionamento com Gavin, Emily sabia que não podia acrescentar mais números aos segundos que  só faziam crescer, mantendo-os separados.”

Emily e Gavin acabam tendo um reencontro explosivo, mas ela se mantém firme à decisão de recuperar seu relacionamento com Gavin.

“Você é tudo que eu vejo. Tudo que eu ouço. Tudo com que sonho. Eu vim para cá atrás de você. Não vou embora. Não vou a lugar nenhum. É você, Gavin. Só você.”

Gavin aceita tudo de volta, e os dois voltam para Nova Iorque, juntos e mais felizes do que nunca, até se lembrarem de um fantasma em suas vidas: Dillon, o ex-noivo de Emily.

(Se você não quer spoilers, pare aqui!!!)

Dillon vira uma pedra no sapato do casal, monitorando e circundando os dois, principalmente depois de saber que Emily está grávida, e não sabe quem é o pai: Gavin ou Dillon. E o resto do livro gira em torno desse drama.

Eu sei que citei alguns (muitos) spoilers nessa resenha, e procurei por um modo de contar o que acontece, sem envolver os pontos altos do livro, mas descobri que é impossível.

Gavin demora a aparecer no livro, mas quando aparece é a mesma explosão de cores e sentimentos de sempre, principalmente agora que está tão quebrado. Mas apesar de tudo, fez com que eu me apaixonasse por ele novamente <3. Também podemos ver sua evolução, em decisões e atitudes, que exigem mais de seu psicológico e de seu amor por Emily.

O que me incomodou, foi o fato de que ele aceitou Emily de volta rápido demais, coisa que ela não merecia, por tudo que fez com ele no final do primeiro livro. Porém, os dois funcionam muito bem juntos.

Emily continua confusa, indecisa, com seus grandes monólogos e seus medos inseguranças. O que mudou (graças à Deus) foi o fato de que, agora, ela pelo menos não tem medo nem dúvida sobre Gavin e Dillon.

Por falar em Dillon, vamos começar a sessão que eu mais gosto nas resenhas desses livros, que é quando eu esculacho ele sem dó. Se eu achei que não gostava dele no primeiro livro, nesse  eu odiei com todas as forças. Não foi  nem pelo fato de que ele atrapalha Emily e Gavin (vou explicar como me sinto em relação à casais), mas sim pelo fato de que ele faz isso por vontade própria, e continua achando que é certo e que os outros estão errados. Mas tem momentos em que ele quebra a cara lindamente (desculpem pela expressão), e eu não pude deixar de gostar quando perdia a compostura e a estratégia.

O meu maior problema em ler livros com casais que demoram e enrolam demais para ficar juntos, é que, eu torço muito para que eles fiquem juntos, mas quando eles ficam juntos, eu acabo não gostando. E foi isso que me irritou um pouco, em relação à Emily e Gavin, porque os dois juntos, apesar de fofos e tudo mais, me faz querer que eles estejam separados. (Isso e o fato de que a Emily me irrita muito).

Apesar de ter muitos altos e baixos, o livro continua sendo bom, bem construído e escrito. Não é uma leitura leve, mas não é ruim.

Links para aquisição:

Saraiva

Submarino

Amazon

Fnac

Resenha: Bem-casados

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do terceiro e penúltimo livro da série Quarteto de Noivas, de Nora Roberts! Se você não leu, ou não viu as resenhas anteriores, clique aquidownload (6)

Título:Bem-casados

Série:Quarteto de Noivas #3

Autora:Nora Roberts

Editora:Arqueiro

Número de páginas:280

Esse livro contará a história de Laurel McBane, uma das sócias da Votos, empresa criada por ela e por suas amigas, Emma, Mac e Parker.  Laurel é a confeiteira da empresa de casamentos.

Desde sempre, por terem convivido muito tempo juntos, Laurel escondeu uma forte paixão por Delaney (Del) Brown, o irmão de sua melhor amiga, Parker. Mas, mesmo depois de tanto tempo de convivência, não conseguiu admitir seus sentimentos, já que sabe que ele a considera como uma irmã.

Del é advogado da Votos, e se sente responsável, não só por sua irmã, mas por suas outras três amigas. Sua postura, um tanto quanto paternal, começa a gerar brigas entre ele e Laurel.

“Você quer segurança? Compre um cachorro. O amor foi feito para ser assustador.”

Com as brigas, a química entre os dois, que estava há muito tempo acesa, mas em fogo baixo, acaba acendendo e esquentando muito muito mais, e os dois não sabem se serão capazes de se conter ou se controlar.

Laurel e Del são como cão e gato. Brigam muito, por um ter um orgulho maior que o outro, mas sempre acabam se acertando no final.

Os dois passaram por muito na vida, e lutaram muito para chegar onde estão, o que os deixa meio receosos em relação à seus sentimentos, principalmente por sempre terem sido tão próximos.

“Eu a amei durante toda a vida, e isso foi fácil. Não sei , não com certeza , há quanto tempo estou apaixonado por você, mas sei que isso não é tão fácil. Mas é certo e é real, e não quero que seja fácil. Quero você.”

Del é extremamente engraçado e protetor, às vezes na medida certa, às vezes mais do que o necessário, o que faz com que ele e Laurel tenham suas diferenças e discussões, em boa parte do livro.

Laurel sempre teve dificuldades, tanto financeiras quanto em relacionamentos, especialmente com seus pais, o que a fez lutar mais ainda para conseguir seu emprego e sua posição na vida. Del a admira por isso, mas com duas personalidades fortes juntas, eles batem de frente sempre que possível.

“Ela não era apenas uma mulher interessante e atraente. Era Laurel. A forte, inteligente, divertida e resiliente Laurel MacBane. Tinha muitas das qualidades que ele admirava em uma mulher – e tudo em um pacote sexy.”

De novo, percebemos aquela mesma rotina esperada e gostosa de Nora Roberts, pelo menos nessa série, em que os protagonistas flertam, ficam juntos, se separam, e acabam tudo com um pedido de casamento extremamente fofo. Novamente, não é algo negativo, mas nos mostra o que esperar.

O que gosto nessa série, é que os personagens, já em idade adulta, tem uma vida normal, com trabalho, responsabilidades e tudo mais, e que mostra um pouco da vida adulta, e do que esperar, pelo menos do meu ponto de vista. Como a diferença entre a idade deles e a minha é até grande, é muito divertido conhecer suas histórias.

Apesar de discutirem muito, são um dos casais mais fofos da série. Os dois se complementam de uma forma inexplicável, que deixa o leitor querendo mais e mais.

Também é muito divertido e gostoso ver a relação entra as sócias da votos, e como uma complementa o trabalho da outra. Isso sem falar nas amizade de todas, que é espetacular <3.

Links para aquisição:

Amazon

Submarino

Saraiva

Fnac

Estrelinhas: 4

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Tag: Doenças Literárias

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago a tag Doenças Literárias (que o mundo já fez, mas como somos lerdas e só criamos o blog esse ano, estamos fazendo agora mesmo) que eu vi em todo lugar, mas que peguei as perguntas direitinho lá no Beco Literário!

Diabetes:Um livro muito doce.

Pra essa escolhi Alec, que apesar de ser um New Adult e tudo mais, mostra um dos casais mais fofos de Slater Brothers (que tem um post especial aqui no blog, clica no nome ali atrás que tu vai direto pra lá). Obviamente que tem muitos livros mais doces que esses, mas estou tentando sair da mesmice e da repetição de livros nas tags aqui.

Catapora: Um livro que você leu para nunca mais na vida.

Admito que ri quando li essa pergunta (?), e para essa, eu infelizmente não pude escolher nenhum livro, pelos simples fato de que, mesmo que eu tenha lido um livro, e não tenha gostado, eu quero reler, um tempo depois, para lembrar os detalhes que eu não gostei e tudo mais (isso só mostra o quanto eu sou bobona e indecisa).

Influenza A: Um livro contagioso.

Para essa escolhi Meu Romeu (que já tem resenha aqui no blog!), porque a medida que todo mundo foi lendo e gostando, eu fiquei curiosa para saber porque tinha todo esse hype em cima dele! E eu acabei gostando muito muito dele (desculpe, Fabiana, que eu sei que está lendo isso. Eu realmente roubei seu livro, porque eu sabia que você não iria ler em formato físico. Foi mal mas não foi <3).

Insônia: Um livro que você virou a noite lendo.

Outro de Slater Brothers aqui,dessa vez Aideen, que eu já expliquei direitinho lá no post especial que fiz aqui no blog!

Amnésia: Um livro que você leu e não se lembra.

A Lista Negra, de Jennifer Brown, é nada mais nada menos que um borrão na minha mente. Esse e a série Hush Hush, de Becca Fitzpatrick. Mas esses eu levo em consideração que já fazem três anos que eu li!

Asma: Um livro que te tirou o fôlego.

Belo Sacrifício, que não tirou só o fôlego, mas minha capacidade de viver inteira, já que Tia Jamie adora causar alguns muitos ataques cardíacos em todos, e em todos os livros.

Má Nutrição: Um livro que você esqueceu-se de comer para ler.

Todos, porque eu sou lerda e esquecida e me perco quando estou lendo e esqueço do mundo (até mesmo das minhas necessidades básicas).

Doença de Viagem: Um livro que te lembre/ você relacione com uma viagem.

Primeiro Amor e a série Sea Breeze, de James Patterson e Abbi Glines (respectivamente), já que foi com eles que passei meu ano novo e o comecinho de ano na praia (morrendo de calor e sem internet, mas detalhes).

Essa foi a tag, sem imagens pra não ficar muito grande e maçante de ser lida. Espero que tenham gostado, comentem quais já leram e nos sigam para não perder nenhum post!

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Resenha: Mar de rosas

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha do segundo livro da série Quarteto de Noivas, de Nora Roberts. Então, se você não leu a resenha do primeiro, clique aqui.mar-de-rosas

Título: Mar de rosas

Série: Quarteto de Noivas #2

Editora: Arqueiro

Autora: Nora Roberts

Número de páginas:287 

O livro contará a história de Emmaline Grant, mais conhecida como Emma. Ela faz parte da Votos, empresa organizadora de casamentos que abriu com suas amigas, Parker, Mac e Laurel. Ela é responsável pela decoração e pelas flores de todos os casamentos.

Emma cresceu ouvindo a história de amor de seus pais, e acabou se tornando uma mulher extremamente romântica, com um sonho desde criança: dançar sob a luz do luar, em um jardim, com o amor de sua vida.

Jack é um arquiteto muito bem sucedido, extremamente charmoso, que conquista mulheres por onde passa, porém, é completamente desacreditado quando o assunto é amor, devido a separação de seus pais quando ainda era um garoto.

Os dois se conhecem desde sempre, já que Jack é amigo do irmão de Parker, amiga de Emma e fundadora da Votos. Todos sempre viveram como família, então a atração que Emma e Jack sentiam nunca foi revelada, até certo ponto.

“Fazer sexo não é a mesma coisa que dar um beijo na escada. Mesmo que seja um beijo incrível. Então, temos que pensar duas vezes antes de decidir qualquer coisa. Eu me recuso a deixar de ser sua amiga, só porque agora adoraria que estivesse nu, Jack. Você é muito importante para mim.”-Emma.

Os dois começam uma espécie de relacionamento sem rótulo, apenas aproveitando o tempo juntos, porém Emma sabe que seus sentimentos estão a crescer, e ela tem medo que Jack não esteja na mesma página que ela, então aceita o que ele está disposto a lhe dar.

“Viver comigo. Acordar comigo, plantar flores para mim e provavelmente me lembrar de regá-las. Vamos fazer planos e muda-los à medida que o tempo for passando. Vamos construir um futuro. Vou lhe dar tudo o que eu tiver e, se precisar de mais alguma coisa, vou buscar e lhe dar também.”

A partir desse livro percebemos uma espécie de padrão na série: apresentação dos fatos, primeiro beijo do casal, confusão, relacionamento, término temporário, pedido de casamento. Não é algo negativo, só nos mostra o que esperar.

A leitura desses livros é muito gostosa e simples, te envolvendo facilmente na história e nos personagens. Os cenários e acontecimentos te fazem viajar pela própria imaginação. É impossível terminar os livros e não querer conhecer a Votos e seus integrantes <3.

Eu estava especialmente ansiosa por esse livro, já que a Emma é uma das minhas personagens favoritas da série, e por ela ser o total oposto de mim. Chega a ser engraçado aonde a imaginação dela a leva, juntando o fato de que ela é extremamente romântica, fazendo a leitura mais leve ainda e muito divertida.

Gostei muito muito do Jack, porque ele é o típico bad boy charmoso, que acaba sendo domado, mas admito que muitas vezes ele me irritou, com sua indiferença em muitas situações e por achar que não havia esperança no amor. Mas apesar de tudo, me conquistou em várias partes <3.

Quarteto de Noivas segue as estações do ano, tomando isso como base para cada romance,  juntamente com a profissão de cada personagem, na Votos ou não. Também é o tipo de série que se quer esquecer, para poder ler tudo de novo e se surpreender a cada livro novamente <3.

Estrelinhas:4

Links para aquisição:

Amazon

Submarino

Saraiva

Americanas

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

 

 

Resenha: Tensão

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha de um livro que já li há muito tempo, mas que tem um espacinho especial no eu coração, então queria compartilhar com vocês.download (3)

Título: Tensão

Série: Collide

Editora: Arqueiro

Autora: Gail McHugh

Número de páginas:335

Tensão conta a história de Emily, que após a morte de sua mãe, tem a vida virada em 360 graus. Ela precisa de um novo começo, então seu namorado, Dillon, a convence a se mudar para Nova Iorque, para que os dois passem mais tempo juntos.

Lá, arruma um emprego temporário como garçonete em um restaurante em Manhattan. Em seu primeiro dia, é designada para fazer uma entrega em um prédio, onde acaba conhecendo Gavin.

Gavin é um empresário bem-sucedido e extremamente atraente. Assim que se olham pela primeira vez, há uma conexão inexplicável, que os dois terão que evitar ao máximo, pelo fato de que Gavin é amigo de Dillon, e Emily terá que conviver com ele mais do que imaginava.

“Embora  o pai tivesse lhe contado histórias sobre o amor à primeira vista,até aquela tarde fatídica,Gavin Blake tinha acreditado que isso não passava de um mito.”

A atração dos dois só cresce, a medida que passam mais tempo juntos, e Emily não quer ouvir seu coração, até mesmo seu corpo, e ceder a paixão de Gavin, por se sentir segura com Dillon. Porém, mal sabe ela que Dillon já havia a traído diversas vezes, mas que fazia joguinhos mentais para mantê-la junto a ele.

“Emily, por favor… Você tem que nos dar uma chance. Deixe-me cuidar de você. Deixe-me amá-la.”-Gavin.

O livro é narrado em terceira pessoa, mostrando os pontos de vista tanto de Gavin quando de Emily, que nos faz entrar na cabeça dos personagens e descobrir seus sentimentos e pensamentos mais profundos.

“Eu quero o bom, o ruim e tudo o que há entre um e outro. Tudo isso é o que vai nos tornar incríveis juntos.”-Gavin.

Gavin Blake com certeza é um dos personagens mais apaixonantes que já conheci, fazendo com que você se apaixone a cada página, palavra e vírgula. É extremamente respeitoso com Emily e com todos à sua volta. Com certeza tem um cantinho do meu coração reservado só para ele <3.

Emily é a pessoa mais libriana e indecisa desse mundo. Chega num ponto do livro, que ela já sabe que Gavin  é exatamente o que ela quer, porém ela continua com a frase mais típica de Emily Cooper:” Mas Dillon…”. Ela me irritou em diversas partes do livro, mas apesar de tudo, pude compreender o porque de sua confusão e indecisão.

Sei que muitas vezes temos que ser imparciais nas resenhas, mas permitam-me dizer que Dillon Parker é o ser mais execrável da face da Terra. Extremamente grosso, desrespeitoso, manipulador e mentiroso, e sim, isso provavelmente fará com que você tenha menos vontade de ler o livro, mas pense no ponto positivo: Gavin Blake. Dillon faz Emily se sentir menor do que realmente é, subjugada a um homem que não a merece, definitivamente. Todos que leram sabem do que estou falando, principalmente quem já leu o segundo livro.

Apesar de tudo, eu realmente gostei do livro, acabando em menos de um dia. Gostei tanto que saí espalhando para o mundo que todos deveriam ler essa história maravilhosa (um pouco irritante às vezes) e extremamente apaixonante.

Estrelinhas:5 ❤

Links para aquisição:

Amazon

Submarino

Saraiva

Fnac

Ed Sheeran Book Tag

E aí meus unicórnio, como estão? Hoje trouxe a Ed Sheeran Book Tag, que vi lá no canal da Melina Souza, e como sou super fã desse ruivo maravilhoso, quis compartilhar com vocês <3!

1-Take It Back:um livro que você se arrependeu de ter comprado.

images (3)

Não que eu tenha me arrependido, mas foi um tanto quanto desnecessário. Foi na sessão de autógrafos de Minha Vida Fora de Série 3, ano passado, e achei que poderíamos autografar mais de um livro da Paula Pimenta, mas só na hora da entrada que nos avisaram que não era permitido, ou seja, quebrei a cara lindamente, apesar de ter valido a pena rever a autora <3.

2-One:o primeiro livro que te marcou.

8 minutos

Esse livro me marcou por ter sido o primeiro livro de escola que eu li e realmente gostei, que me fez ler mais e mais no ano seguinte!

3-Kiss Me:um livro que tenha um personagem que você se apaixonou loucamente

images (4)

Se eu quisesse ser bem óbvia, poderia ter simplesmente falado Travis, de Belo Desastre e pronto. Mas, como todos sabem do meu amor por BD, não preciso sair enfiando ele em várias tags. Por isso, escolhi Rush Finlay, da série Rosemary Beach de Abbi Glines. Sei que esse não é o primeiro livro da série, mas foi o que me mostrou um lado de Rush que não conhecia, que me fez amá-lo ainda mais.

4-The A Team:um livro que entrou para o seu Top 5 da vida

download (1)

Mais um da tia Rainbow, mas entendam, tenham um carinho enorme pelos livros desse mulher <3. A história é maravilhosa, te deixa intrigado e tem um final destruidor de lares, mas continuo amando mesmo assim.

5-The City:um livro que se passa em alguma cidade que você ama.

download (3)

Escolhi Tensão, por se passar em Nova Iorque, que é uma das minhas cidades preferidas, apesar de não ter conhecido (ainda). E temos o maravilindo Gavin, que ta,mbém ajuda na escolha do livro. Em breve, resenha aqui no Blog!

6-One Night:um livro que você virou a noite lendo.

download

E escolhi Sr. Daniels, por ter acordado às quatro da manhã para terminar, o que aconteceu em menos de um dia. Esse livro é maravilhoso, e já tem resenha aqui no blog!

7-Let It Out:um livro que assim que acabou fez você sentir que precisava conversar com alguém sobre

18870150

Assim que acabei o oitavo livro da série Sea breeze, de Abbi Glines, corri para conversar com minha amiga Nádia, do Rush Too Far, que entendeu todas as minhas mensagens gritando o nome do Dewayne (meu personagem favorito da série), que aguentou quando mandei duzentos mil mensagens em menos de cinco minutos, que mandou todos os livros para mim e que não ficou brava quando li os livros antes dela <3.

8-You Break Me:um livro que te deixou bem mal.

A_MORTE_DE_SARAI_1417202725424149SK1417202725B

Esse livro me deixou bem mal por ter sido muito ruim, pelo menos para mim. A única pessoa que realmente me chamou a atenção no livro nem apareceu direito na história, e o final foi muito ruim para mim, me deixando numa ressaca enorme. Mas admito que o segundo foi bem melhor.

9-Smile:um livro que te deixou feliz.

Capa

O livro me deixou feliz por ser o final de um quarteto que se tornou muito querido por mim em pouco tempo, por ter sido super fofo e romântico, que acompanhou uma das minhas fases bem melosas <3.

10-I can’t spell: um livro ou autor que você não consegue pronunciar o nome.

download (4)

Como eu tenho a língua presa, não consigo falar o nome dessa mulher nem com reza. Poderia ter posto a J. A Redmerski, mas como ela já apareceu aqui, resolvi por a tia destruitora Becca mesmo.

Essa foi a Tag, espero que tenham gostado, e não vou marcar ninguém porque nem todos gostam de Ed Sheeran (não sei como). Beijos de luz e até a próxima!

INSTA DO BLOG:@unicorniodepapel