Tag #diferentona

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago uma tag que achei muito divertida, que vi no blog Leituras e Gatices.

1. Só eu que li? – Um livro que a maioria das pessoas desconhece, mas você leu.
A Falsa Princesa, de Elis O’Neal, é um livro muito bom, que eu li há três anos, mas nunca vi nenhuma resenha, nem comentário sobre ele, e a história é incrível, muito diferente das fantasias atuais.
2. Só eu que não gostei? – Um livro aclamado, menos por você.
Muita gente que eu conheço falava muito bem de Métrica, e eu não vi nenhum comentário ruim sobre ele até hoje, mas não achei tudo isso. É um livro bom, mas a protagonista não me agradou, com uma personalidade muito infantil entre outras coisas.
3. Só eu que vi apenas o filme? – Um livro que você quer muito ler, mas só assistiu ao filme.
Eu tenho muito medo de dizer isso, especialmente sendo uma das séries mais famosas que conheço. Nunca li Harry Potter, e mal assisti aos filmes. Tenho muita vontade de ler (até porque é Harry Potter) mas sempre acabo colocando outras coisas na frente.
4. Só eu que não li nada dele(a)? – Um autor famoso de quem você nunca leu um livro.
Apesar da pergunta anterior responder bem a esta também, eu nunca li nada de Jane Austen, embora tenha muita vontade, e pretendo começar com Orgulho e Preconceito assim que possível.
5. Só eu que gostei do malvado? – Um livro com um vilão (ou não-herói) pelo qual você torceu mais do que pelo mocinho.
Antes de tudo, amo o Rodrigo de Minha Vida Fora de Série, é um dos meus mocinhos preferidos. Mas ainda não achei uma pessoa que não gostasse do irmão dele, o Marcelo, que é o crush da Priscila no comecinho do primeiro livro. Sinto em admitir que torci um pouco mais por ele no início haha.
6. Só eu que acho que panela velha é que faz comida boa? – Um livro já desgastado, mas que você ama.
Meu livrinho querido Desastre Iminente, que está só o pó de eu andar com ele para todos os lugares, mas eu adoro ele com todo o coração <3. Sem falar de Travis Maddox, né minha gente??
7. Só eu que leio nacionais? – Um autor nacional que você adora.
Não leio muitos nacionais, não por preconceito, mas por preguiça mesmo hehe. Mas três autoras que gosto muito são Paula Pimenta, Babi Dewet e Bruna Vieira. Os livros delas tem aquele toquezinho brasileiro, misturado com viagens, música e muito mais, que os fazem únicos.
6. Só eu que amo clássicos? – Um livro clássico que você gostou.
Quando li uma adaptação de Odisseia, para a escola, me surpreendi por ter gostado tanto de um livro clássico, algo que eu nunca tinha pensado em ler (principalmente quando se tem 11 anos).
7. Só eu que li antes de virar filme? – Um livro que foi/vai ser adaptado para o cinema e você leu antes.
A Culpa é das Estrelas e Cidades de Papel foram livros que eu corri para ler antes que fossem lançados os filmes – mesmo que eu não tenha ido ao cinema assistir hehe.
8. Só eu que odiei o (a) principal? – Personagem principal que você odiou.
Eu sou muito chata, especialmente com personagens principais. Mas uma das que eu odiei desde o começo foi a Abby Abernathy, de Belo desastre. Ô menininha chata. Me sinto melhor em saber que não fui a única que entrou no clube Odiamos Abby.
Essa foi a tag, espero que tenham gostado! Não coloquei imagens porque não gosto muito das minhas tags com imagens, então digam o que vocês acharam! Nos sigam no Instagram @unicorniodepapel e se inscrevam com o email, para receber os posts na sua caixa de entrada!!
Anúncios

Animais Fantásticos e Onde Habitam

E aí meus unicórnios, como vocês estão? Hoje vim trazer uma resenha sobre um filme que pude ver apenas recentemente e quis compartilhar com vocês a minha opinião desta trama maravilhosa!

403504Título: Animais Fantásticos e Onde Habitam
(“Fantastic Beasts and Where to Find Them“)

Diretor: David Yates

Ano: 2016

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” é um filme mágico de todas as formas. Com uma história muito interessante, JK Rowling expande o seu universo e nos deixa muito mais curiosos do que qualquer outra coisa sobre o mundo bruxo americano.

Newt Scamander (conhecido pelos filmes “A garota dinamarquesa” e ” A Teoria de Tudo”) é um jovem bruxo que se dedica ao estudo de criaturas mágicas, depois de ser expulso de Hogwarts seguindo um acidente com uma destas feras. Em busca de levar um de seus animais de volta ao seu habitat natural nos Estados Unidos, Newt deixa escapar várias das suas criaturas, e logo se põe a tentar recapturá-las antes que elas causem ainda mais estrago. Nesta confusão, Newt acaba envolvendo o trouxa/não-maj Jacob , um homem de bom coração que quer abrir sua padaria. Não demora muito para que o Congresso Mágico dos Estados Unidos (a MACUSA) esteja presente na figura da agente Porpentina, “Tina” Goldstein, uma bruxa que caiu em desgraça no Ministério e que vê em Scamander uma chance de se redimir, mas só se complica ainda mais ao trazer sua irmã Queenie para dentro desta confusão.

animais-fantasticos-onde-habitam

Alem de tudo isso, forças obscuras estão operando em Nova Iorque, provavelmente relacionadas a Gerardo Grindelwald um terrível bruxo das trevas que está criando caos e buscando fazer com que o mundo dos bruxos e não-bruxos entrem em confronto.

Por um lado, muitas vezes a historia acaba sendo levada para um lado muito inocente e leve, com o ar infantil, mas e muito linda a forma como eles mostram a relação de Newt com suas criaturas.

Por outro lado, lembramos que como todo filme no universo bruxo, todos os vilões são mais sombrios e não importa sua idade, sempre te dará aquele frio na barriga. A sociedade dos Novos Salemianos – que buscam uma nova caça às bruxas que creem viver em seu meio – é liderada por uma mulher cruel e psicótica, que tem um exército de crianças de rua ao seu dispor, às quais dá comida em troca do trabalho delas. Entre seus filhos adotivos que usa para sua causa, destaca-se Credence um jovem traumatizado e perturbado que busca desesperadamente ser mais do que é.

Como o próprio nome do filme já diz, não poderiam faltar as criaturas magicas mais fofinhas, e com efeitos especiais MUITO bem feitos. Algumas invisíveis, outras que se expandem, e outras ainda muito inteligentes e com uma tara por objetos brilhantes: todos esses animais fantásticos enchem os olhos com o seu lindo visual, e nos apaixonam com sua docilidade. Durante a trama é impossível não pensar em como Hagrid seria um excelente ajudante de Scamander. Mas agora falando de uma criatura em especial, fui so eu que me apaixonei pelo Picket? ❤

animais fantásticos 7

 

Agora vamos a uma das maiores polêmicas do cast, a aparição de Johnny Deep. Quando foi divulgado que ele estaria no elenco eu fiquei realmente muito revoltada, por conta de tudo que aconteceu no relacionamento abusivo entre ele e Helena Bonham Carte, nossa querida senhora Lestrange. E sobre a aparição dele de no máximo 5 minutos, eu odiei! Obvio que apesar de todos e pesares Johnny Deep e um dos melhores atores da atualidade, mas foi muito mal feito os efeitos e ele estava parecendo um jacaré albino. Espero mais deste nosso vilão no próximo filme da série! Porem para mim esta foi a única falha do filme.

Este já é um dos melhores filmes do ano, constando também entre um dos melhores (talvez o melhor?) filme do universo Harry Potter, beneficiando-se muito do fato de não ter um livro no qual se baseia, escapando de comparações. Voltar a este mundo é fantástico, mesmo que não esbarremos com nenhum dos personagens dos filmes anteriores. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” é uma aventura completamnete maravilhosa apropriada para toda a família, na qual você vai querer entrar e não mais sair.

302802

Estrelinhas: 5+<3

INSTRAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Resenha: Renascença

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Sei que estamos um pouco sumidas, mas final de ano no colégio não é nada fácil haha. Hoje trago resenha de um livro um pouco diferente dos gêneros que têm aparecido aqui ultimamente, mas espero que vocês gostem!!

download

Título: Assassin’s Creed: Renascença

Série: Assassin’s Creed #1

Autor: Oliver Bowden

Editora: Galera Record

Número de páginas:378

Renascença é a primeira adaptação da famosa série de videogames Assassin’s Creed, produzida pela Ubisoft.

O livro tem início no século XV, na Itália Renascentista, mostrando Ezio Auditore em sua juventude, regada a dinheiro, bebida e mulheres. Mas isso muda repentinamente quando sua casa é atacada e seu pai e seus dois irmãos são levados pela família rival, os Pazzi. A época é marcada pelo conflito entre famílias ricas, que governam as cidades.

A família de Ezio é levada e executada por traição, na sua frente, levando-o a seguir um caminho que jamais havia imaginado. Ele acaba por descobrir a Ordem dos Assassinos, da qual seu pai fazia parte, e os Templários, inimigos milenares dos Assassinos, que estão em busca de artefatos divinos.

“Quando os outros homens seguirem cegamente a verdade, lembra-te… Nada é verdade. Quando os outros homens estiverem limitados pela moralidade ou pela lei, lembra-te…Tudo é permitido. Nós trabalhamos nas sombras para servir a luz. Nós somos Assassinos. Nada é verdade, tudo é permitido.”

Assim, sentindo-se na obrigação de continuar o legado de seu pai, ele segue na Ordem dos Assassinos, lutando contra os Templários.

“Ezio não hesitou. Era a vida dele ou a de seus amigos, e então deu valor às novas técnicas que seu tio tinha insistido em lhe ensinar. Rapidamente, concentrando a mente e os olhos na quase escuridão, puxou duas facas e as atirou, uma depois da outra, com precisão mortal. A primeira atingiu um dos arqueiros na nuca – o golpe o matou instantaneamente. O homem caiu por sobre as ameias sem um sussurro sequer.”

A história se torna um pouco monótona em algumas partes, mas os momentos mais parados são superados por grandes acontecimentos.

Fiquei muito curiosa para ler o livro porque eu adoro livros históricos, que envolvem vários aspectos políticos e sociais da época contada, mas que ainda assim, tem uma história própria, etc. Também tem o fato de que muitos personagens do livro realmente existiram, deixando tudo mais interessante.

O livro é um pouco pesado no quesito acontecimentos, mas a linguagem e a leitura são fluidas e fáceis de serem entendidas, com algumas palavras em italiano, contendo um glossário no final, tanto de palavras quanto de personagens, deixando toda a estrutura do livro melhor ainda.

Mesmo não tendo jogado os videogames, a história conseguiu me envolver muito, me fazendo entender melhor a época (e as aulas de história) haha.

download-1

A série tem 8 livros publicados no Brasil, todos pela Galera Record, além dos quadrinhos e livros especiais.

13243748-904709262985575-2248473480099300768-o_u5tf.jpg

O filme está em processo de pós-produção e chega aos cinemas no final de 2016 nos EUA e em janeiro no Brasil.

Estrelinhas: 5 + ❤

Links para aquisição:

Livraria Cultura

Fnac

Amazon

Saraiva

INSTAGRAM DO BLOG:@unicorniodepapel

Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha de mais um livro que foi uma surpresa, um gênero com o qual não estou muito acostumada, mas que gostei bastante!

download

Título:O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Autor:Ransom Riggs

Editora:Leya

Número de páginas:336

O livro conta a história de Jacob, um garoto de 16 anos, que aparentemente tem uma vida normal.

Porém, quando Jacob se acostuma com sua normalidade, seu avô, Abe, morre em seus braços, atacado por algum tipo de monstro.

“Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo.”

Seu avô sempre havia contado sobre as histórias de sua infância, em um orfanato em uma pequena ilha do País de Gales, durante a segunda Guerra Mundial, e como as crianças daquele orfanato eram diferentes.

“Será que era isso que meu avô queria que eu encontrasse? É, só pode ser – não as cartas de Emerson, mas uma carta guardada dentro do livro de Emerson. Mas quem era essa diretora escolar, essa Alma Peregrine?”

Quando seu avô morre, Jacob se sente na obrigação de descobrir mais sobre o que aconteceu naquele orfanato, e sobre as origens de seu avó.

Ele e seu pai viajam para a pequena ilha, e Jacob acaba achando o antigo orfanato, completamente destruído depois da queda de uma bomba, à primeira vista, mas depois, consegue realmente ver os que ali moraram, ou moram.

“Mas o que eu realmente achei assustador não foram as bonecas zumbis ou os cortes de cabelo estranhos das crianças ou como elas pareciam não sorrir nunca: quanto mais examinava as fotos, mais familiares me pareciam.” 

Reconhece Emma, a garota que podia fazer fogo com as palmas das mãos, o garoto que tinha abelhas por toda sua volta, entre outras crianças, que havia visto antes nas fotos que seu avô havia lhe mostrado.

image7

A narrativa é extremamente fácil e leve, mas a história é um pouco lenta, especialmente no começo. Mas depois, os acontecimentos se conectam de uma maneira incrível, juntando com o tom de suspense presente na narrativa, e com as ilustrações (verdadeiras), formando uma história única e cativante.

O livro foi adaptado para o cinema, e está em processo de pós-produção. Foi dirigido por Tim Burton, o que já nos deixa com altas expectativas, e tem como protagonistas Asa Butterfield (O Menino do Pijama Listrado), Eva Green e Ella Purnell.

55588_full

O filme tem previsão de lançamento para 30 de setembro nos Estados Unidos, e 29 de setembro no Brasil.

Estrelinhas:5 + ❤

Links para aquisição:

Amazon

Submarino

Saraiva

Fnac

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

 

 

Resenha: Simplesmente Acontece

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha de um livro que já li há um tempo, mas que gostei o suficiente para querer compartilhar com você!

simplesmente-acontece-frente_2.jpg.1000x1353_q85_crop.jpg

 

Título: Simplesmente Acontece

Autora: Cecelia Ahern

Editora: Novo Conceito

Número de páginas:448

O livro conta a história de Alex e Rosie, melhores amigos desde os cinco anos de idade.

Os dois crescem juntos, com suas brigas, brincadeiras e tudo que uma boa e verdadeira amizade pode ter, até que Alex descobre que terá que se mudar da Irlanda para os Estados Unidos com sua família, na mesma época em que os dois devem entrar para a faculdade.

Rosie decide que também irá fazer faculdade nos Estados Unidos, com o desejo de realizar seu sonho de ter um hotel, custe o que custar, e quando finalmente consegue, um imprevisto impede que ela embarque nessa viagem com seu melhor amigo.

“Éramos inseparáveis, sendo sempre separados.”

Os dois passam os anos seguintes trocando cartas, emails e mensagens, que é como o livro é contado, especialmente do ponto de vista de Rosie.

Os dois aprendem a conviver com a distância, passando por várias reviravoltas, brigas e discussões, além do fato de terem que suportar e aceitar os relacionamentos de ambos, quando o que realmente querem, é estarem juntos.

“E eu percebi que não importa onde você esteja ou com quem esteja: eu vou sempre, verdadeiramente, amar você.”

O livro é narrado em bilhetes, cartas, emails, mensagens, etc; o que não deixa o livro denso e maçante. A leitura flui muito bem, pela forma como o livro é escrito, e você quer descobrir mais e mais de Alex e Rosie a cada carta ou mensagem.

31 anos são narrados inteiramente em mensagens, o que é extremamente interessante e inspirador, já que mostra um sacrifício que a autora teve que fazer para escrever uma história maravilhosa como essa.

Um filme, de mesmo nome, foi lançado no ano de 2014, com Lily Collins como Rosie Dune, e Sam Claffin como Alex.

download (26).jpg

Estrelinhas: 5 + ❤

Links para aquisição:

Saraiva

Amazon

Submarino

Livraria Cultura

Resenha: Um Dia

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago resenha de um livro que tem um lugar especial no meu coração <3! Eu realmente amo essa história e espero muito que vocês gostem!

download (24)

 

Título: Um Dia

Autor: David Nicholls

Editora: Intrínseca

Número de páginas:416

O livro conta a história de dois amigos, Dexter Mayhew e Emma Morley, que se conhecem no dia de São Switchin, e que desenvolvem laços fortes e permanecem amigos pela vida toda.

Emma e Dexter se conhecem no dia de sua formatura na faculdade, quase acabam ficando juntos, mas preferem se tornar somente amigos.

“— Estou tentando servir de inspiração. Preparar sua alma negra para a grande aventura à sua frente. — Virou-se e olhou para ele. — Não que você precise disso. Imagino que já esteja com o futuro bem-planejado, muito bem-planejado. Deve ter até um fluxograma ou coisa assim guardado em algum lugar.”

20 anos são contados no livro, todos no dia de São Switchin, uma espécie de aniversário de amizade para Emma e Dexter. Nesses 20 anos, inúmeras reviravoltas na vida dos dois protagonistas acontecem, como a fama, crises matrimoniais e financeiras, o luto e outras coisas da vida, que tornam os personagens mais parecidos conosco, mesmo que vivam em épocas diferentes.

“-Eu te amo, Dex. Muito. Eu só não gosto mais de você.”

A evolução dos personagens a cada ano que se passa é nítida, apesar de nem sempre ser positiva, especialmente no caso de Dexter, que é o que se considera “cabeça vazia”, pelo menos nos 10 primeiros anos. Já Emma é centrada e sabe o que quer, apesar de nem sempre ter sucesso.

A história é muito envolvente, engraçada e triste, tudo na medida certa. Os personagens te conquistam completamente (pelo menos no meu caso) e hoje sei que Dexter, apesar dos pesares, é meu maior ídolo!

Emma é nerd declarada e um pouco quadrada às vezes, mas não deixa de ser incrível, e um exemplo de mulher, apesar das muitas burradas que também comete.

O livro foi adaptado para o cinema em 2011, com o roteiro criado pelo próprio autor, o que resultou em uma obra extremamente fiel ao livro. Os atores protagonistas são Anne Hathaway como Emma e Jim Surtgess como Dexter.

tumblr_lynoucmgg31r89pb4o1_500

Estrelinhas: 5 + ❤

Links para aquisição:

Saraiva

Amazon

Submarino 

Livraria Cultura

Americanas

Resenha: O Lado Feio do Amor

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Depois de dois meses parados aqui e no Instagram, agora voltei com total disposição para tirar o pó desse blog! Esse mês teremos várias resenhas, acumuladas desde o final de junho, então o conteúdo vai ser o mais diverso possível!

11659444_444455085726765_6251552024716780304_n

 

 

Título: O Lado Feio do Amor

Autora: Colleen Hoover

Editora: Galera Record

Número de páginas:336

O livro conta a história de Tate Collins, uma jovem estudante de enfermagem, que acaba de se mudar para o apartamento de seu irmão para se dedicar ao seu mestrado.

Lá, acaba por conhecer Miles Archer, um piloto experiente, extremamente atraente e misterioso, que é nada mais nada menos, que seu vizinho e melhor amigo de seu irmão, Corbin.

Os dois sentem uma enorme atração um pelo outro, mas Miles é cheio de segredos e sentimentos escondidos, o que cria uma barreira em volta dele. Tate parece disposta a quebrar essa barreira, apesar das rejeições do outro.

“-O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes  você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho.”-Miles.

Os dois acabam fazendo uma espécie de acordo: se envolveram, mas não passará do físico e do desejo, sem emoções, sem perguntas ou esperanças. Tate não pode perguntar sobre o passado de Miles, nem esperar um futuro. Mas como sente algo forte por Miles, aceitará tudo que ele puder lhe dar.

“São os momentos bonitos como esse que fazem valer a pena o amor feio.”

Até descobrirmos o grande segredo do passado de Miles, o achamos uma pessoa extremamente fria e insensível, porque é o que ele deixa transparecer, mas aos poucos as lacunas e pedaços vão se encaixando e um novo Miles é revelado.

Tate me pareceu fraca demais, apesar de eu ter gostado muito da personagem. Mas o ato de se jogar de cabeça em um relacionamento que de início não levaria à lugar nenhum, me pareceu extremo e desesperado demais. Mas ela ainda consegue ser cativante e apaixonante, apesar de tudo.

O livro é rápido, e te prende pelo fato de querer descobrir mais sobre o passado de Miles e o que acontecerá entre ele e Tate.

Um filme está em estágio de produção, e já tem o protagonista, Miles Archer, definido. Será interpretado por Nick Bateman.

download (22).jpg

Estrelinhas: 5 + ❤

Links para aquisição:

Saraiva

Amazon

Submarino

Americanas

Instagram do blog: @unicorniodepapel

Último filme da série Divergente não será exibido nos cinemas e vai lançar série derivada

divergente4_1-750x380 1

A última parte do último filme da Série Divergente não vai chegar aos cinemas. Após A Série Divergente: Convergente ter feito números pouco expressivos nas telonas, Ascendente vai estrear apenas como um telefilme.

A Lionsgate anunciou planos também de desenvolver uma série spin-off após o lançamento do filme, mas demais detalhes da história e personagens não foram divulgados.

Enquanto Divergente (2014) e Insurgente (2015) foram consideravelmente bem nas bilheterias, o primeiro arrecandando US$ 289 milhões e o segundo US$ 297 milhões, o terceiro, Convergente (2016), fez apenas US$ 179 milhões mundialmente. O quarto e último filme da franquia iria estrear nas telonas disputando a público com Guerra Mundial Z 2 e com o reboot de A Múmia, em junho de 2017.

Anteriormente, o estúdio já havia anunciado que Ascendente teria um orçamento menor que os filmes anteriores, muito em razão do fracasso comercia do filme três. Vale lembrar que Convergente teve orçamento de US$ 110 milhões, o mesmo de Insurgente. Em contrapartida, Divergente havia gastado apenas US$ 85 milhões.

Ainda não se sabe qual emissora ou canal de streaming vai exibir o filme, ou qual será o foco da potencial série spin-off. A ideia é apresentar novos personagens e então continuar a história, segundo informa a Variety. Não se sabe se os protagonistas Shailene Woodley, Theo James, Ansel Elgort ou Zoe Kravitz farão parte da série derivada.

Até dói no coração falar isso, mas na minha opinião o filme Convergente foi horrível. Mudaram praticamente toda a história e o que mais a Tris lutou no livro para não ocorrer (ate morreu para não acontecer), ocorreu com o soro da memória. Não gostei da ideia de ter um filme novo, porque irá correr totalmente fora da história, mas realmente espero que concertem tudo de ruim que fizeram… Odiei que não tem uma certeza de que os atores irão fazer fazer a série

INSTGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Como eu era antes de você

Oii meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago para o blog uma resenha e detalhes do filme que irá estrear.

imagem.aspx.png

Título: Como eu era antes de você

Autora: Jojo Moyes 

Editora: Intrínseca 

Número de páginas: 318

Como eu era antes de você conta a história de Louisa Clark, uma mulher de 26 anos que mora no interior da Inglaterra, em uma casa com os pais, a irmã (que é mãe solteira) e seu avô que tem problemas sérios de saúde, namora a 6 anos com Patrick, porém ele é mais interessado em sua vida fitness do que em sua namorada. Tem uma vida extremamente monótona e a melhor coisa que acontece a ela ( por incrível que pareça) foi perder seu emprego, era garçonete em um café.

Ao ficar desempregada, Lou se sente obrigada a ajudar a família financeiramente, então decide procurar um novo emprego. Sem muitas qualificações, consegue ser cuidadora de um tetraplégico por seis meses, e é essa a motivação de Louisa “são apenas seis meses”.

Ao chegar na mansão onde vai trabalhar, Louisa (e nós) conhecemos Will Traynor. Antes do acidente, era um advogado respeitado e disputado em Londres, que passava seu tempo livre em viagens longas para praticar esportes radicais com sua namorada. Após o terrível acontecimento, Will se vê preso a uma cadeira de rodas, e  se torna uma pessoa amarga, infeliz e mal humorada.

O primeiro (e o segundo, e o terceiro…) contato de Louisa e Will não são nada amigáveis. Enquanto Louisa se esforça para ajudar ao máximo e começar um relacionamento saudável entre os dois, Will sempre lhe dá cortadas, e diz que sua presença não é necessária ali. Louisa permanece no emprego, onde convive mais com Nathan (enfermeiro que cuida de Will) do que com o próprio Will. E é graças a insistência da mãe de Will e da pressão de sua família que Louisa permanece no emprego e passa a conviver diariamente com ele e a respondê-lo da mesma maneira que ele : grossa e sarcástica. Assim com o passar do tempo eles criam uma relação de amizade.

“Sabe você só pode ajudar alguém que aceita ajuda”

Louisa e Will começam a fazer atividades juntos como assistir filmes, ou passear em pontos turístico da cidade, assim Will começa a se abrir para Louisa, e não consegue entender como uma jovem tão inteligente se contentava em trabalhar em um Café.

Em um desses momentos de ligação entre os dois, vemos a visita da ex-namorada de Will, que o olha visivelmente com pena e veio  lhe contar que estava noiva, Will apenas lhe dá os parabéns, mas conseguimos sentir o que ele está passando de verdade (e nessas horas, nossos corações doem demais).

“Quero.. ser apenas um homem que foi a um concerto com uma garota de vestido vermelho. Só por mais alguns minutos…”

A cada hora que passa com Will, Lou aprende mais. Aprende como uma pessoa consegue ser inteligente, e engraçada, e generosa mesmo estando numa situação terrível. Percebe como Will lhe dá mais atenção que seu namorado, Patrick, que só quer saber de trabalho e academia. Como Will lembra de detalhes que ela lhe contou há muito tempo, como pergunta sobre a sua família, e como vão criando uma linda amizade.

“As vezes Clark, você é a única coisa que me dá vontade de levantar da cama”

E todos os dias que tem até o fim do seu emprego (6 meses) Louisa passa planejando uma atividade nova e feliz, para fazer com que Will se senta vivo novamente. Enquanto isso, Will mostra a Louisa a sua própria capacidade de fazer coisas novas e experimentar novos ambientes, saindo da sua zona de conforto e desejando o melhor para si mesma.

Se você procura um livro para rir, chorar, morrer de amores e se impressionar com a realidade de uma pessoa com deficiência, leia Como eu era antes de você. Este livro LINDO virou com certeza um dos meus preferidos!

ESTRELINHAS: 5 + ❤

A escrita da autora é ótimo, você realmente sente as emoções que ela quer passar, nos faz querer ler cada vez mais e mais, desenvolveu muito as características dos personagens a ponto de parecer que conheces Will desde sempre e de que Lou é minha melhor amiga de anos hahaha. Esse foi o primeiro livro que li da Jojo de muitos e pretendo trazer ainda muitas resenhas dela aqui para o blog.


 

Me_Before_You_(film)

Como muitos de vocês sabem, Como eu era antes de você vai virar filme! Estrelado por Sam Claflin (“Jogos Vorazes”) e Emilia Clarke (“Game of Thrones”) , gostei muito do elenco. Apesar de meu Will não parecer muito com o Sam, achei a escolha muito boa, e a Emilia é a minha Lou, achei PERFEITA a escolha!  Estou muito ansiosa para a estreia que esta prevista para 16 de junho de 2016.

 

 

A editora Intrínseca, já postou em seu instagram e facebook, que irão publicar Como eu era antes de você coma capa do filme.

como-eu-era-antes-de-vc.jpg

Então foi isso meus unicórnios obrigada e até a próxima.

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel

Top alguns livros que me fizeram viajar

tumblr_inline_mqdsgzTcgd1qz4rgp

E aí meus unicórnios, como vão vocês? Hoje trago Top alguns livros que me fizeram viajar, pelos simples fato de que eu estou colocando os livros que me vieram a cabeça na hora, então não me julguem pelo título estranho.

1-Nova Iorque

Esses três livros se passam em Nova Iorque, mostrando partes diferentes da cidade, fazendo com que você morra de vontade de frequentar os lugares que os personagens frequentam <3. Sem falar que os personagens e suas histórias são apaixonantes (tirando o Dillon de Tensão, mas isso é comentado na resenha).

2-Inglaterra

 

Inglaterra é um dos destinos mais modinha e clichê, porém ainda é meu sonho <3. Esses três livros retratam fases e regiões diferentes do lugar. Em Fazendo Meu Filme 2, podemos ver Brighton em detalhes. Em As Peças Infernais, podemos ver a Londres da era vitoriana, não com tanto foco no governo, mas ainda assim te faz querer viajar no tempo e conhecer o lugar na época!

3-Flórida

Nova Imagem (1)

Com certeza a série Rosemary Beach, de Abbi Glines, faz você querer pegar o primeiro avião para lá! É uma pequena cidade, mais conhecida por suas casas de veraneio. Na série, é mostrado um clube, o Country Club Kerrington (provavelmente é fictício), que com certeza te faz querer visitar o lugar e conhecer esse lugar que os personagens tanto amam <3.

4-Alabama

blogger-image--2030363527

Já falei bastante dessa série aqui, principalmente de Hold On Tight, o oitavo livro da série. Essa série se passa aos arredores da ilha de Sea Breeze, no Alabama, mais precisamente na cidade de Toocalosa, também no Alabama. É uma cidade praiana, e aparentemente muito divertida, pelo menos pelo que é mostrado nos livros, e realmente me fez querer viajar para lá, e visitar o Live Bay (uma espécie de clube à céu aberto que os personagens frequentam) e as praias tão mencionadas <3.

Esse foi o post de hoje, espero que tenham gostado, assinem por e-mail, para receber sempre que nós atualizarmos o blog, comentem e curtam. Até a próxima!

INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel