The Kiss of deception

E ai meus unicornios, como vão vocês? Hoje vim trazer para vocês a resenha de um livro que fez um grande sucesso em 2016!kiss-of-deception-capa-final-volume-1-darksidebooks

Nome: The Kiss of Deception 

Autora: Mary E. Pearson

Editora: Darkside 

Número de páginas: 409 

A princesa Lia, a primeira filha da casa real do reino de Morrighan, uma garota de apenas 17 anos decidiu fugir de seu casamento arranjado com o herdeiro do reino de Dalbreck que supostamente selaria a paz entre os dois reinos. A princesa resolve fugir com sua criada e melhor amiga, Pauline, que no dia de seu casamento foge com a princesa para Terravin, onde sua a amiga viveu por muito tempo antes de começar a servir no castelo.

“Isso não é o bastante para disfarçar o que tem dentro de você. Você sempre será você Lia. Não há como fugir disso.”

O príncipe fica sem entender o porque de Lia o ter deixado, pois afinal, o casamento deles estava marcado por muito muito tempo, então ele se sente obrigada a iniciar uma busca, sozinho, pela princesa para entender o porque de sua fuga e trazer-la de volta. Na cabeça dele, ela seria capturada no primeiro dia pois não tinha nenhuma noção para despistar os rastreadores e seria descuidada.

Obviamente não existiam apenas o reinos de Dalbreck e Morrighan, temos os bárbaros do reino de Venda. A rainha de Venda ao descobrir que a primeira filha da casa real fugiu de seu casamento, manda um assassino para acabar com a vida da princesa. Quem será cie  chegará primeiro? O assassino ou o príncipe?

As duas garotas se dirigem para uma estalagem, ao qual Pauline cresceu e foi criada pela dona, Berdi, ao qual acolhe as meninas com uma condição: ela terão que trabalhar e Lia iria ter de parar de ter todos seus “desejos” reias e se tornar uma camponesa normal. Afinal na estalagem tem guardas e pessoas desconhecidas e podem estar atras da princesa em troca de uma recompensa.

“Meu vestido flutuava atrás de mim, agora cansado-me com uma vida de incertezas, mas que assustava bem menos que a vida de certezas que eu tinha encarado. Agora, essa vida era um sonho criado por mim mesma, na qual o único limite era minha imaginação. Era uma vida comandada por mim, apenas por mim.”

Após umas duas semanas das garotas trabalhando, chegam 2 homens muito bonitos, Kaden e Rafe, que chamam a atenção de Lia. Eles estão atrás de um lugar para passar um tempo, e os dois também ficam muito interessados por Lia. Qual dos dois irá conseguir o coração desta linda e simples camponesa?

“A verdade é que achei ambos atraentes, cada um à sua maneira. Ora, eu não estava morta.”
 
O livro é realmente muito bom, demorou para a leitura fluir pois a escrita de Mary E. Pearson é completamente nova e diferente para mim, mas quando flui voce acaba devorando o livro. Achei a amizade de Pauline e Lia muito linda e forte, com uma conexão inexplicável.
Confesso que Lia me irritou em alguns momentos do livro, pois ela é muito indecisa, mas acho que ela tomou muitas decisões certas! Eu sou time Rafe, e vocês? hahaha! Espero que tenham gostado da resenha e em breve irei trazer a resenha do segundo livro: The heart of betrayal.
Estrelinhas: 4
INSTAGRAM DO BLOG: @unicorniodepapel
Links para comprar o livro:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s